PUBLICIDADE

Consórcio de carros

Como escolher consórcio de carros

O consórcio de carros oferece muitas facilidades, incluindo isenção de taxas, para quem deseja comprar um carro novo.

7 dez 2021 17h25
| atualizado em 7/1/2022 às 14h50
ver comentários
Publicidade
O consórcio de carros pode ser uma opção bem vantajosa para quem quer trocar de carro.
O consórcio de carros pode ser uma opção bem vantajosa para quem quer trocar de carro.
Foto: Depositphotos

Quem busca comprar um carro provavelmente já ouviu falar em consórcio, um método alternativo, sem taxas e com muitas facilidades para quem planeja essa conquista. E você sabe como ele funciona? A seguir, confira um passo a passo, explicando como funciona o consórcio de carro e como fazer para você escolher uma instituição que seja confiável e proporcione o conforto que você precisa.

O que é o consórcio de carros?

Na prática, um consórcio é muito semelhante a uma poupança. Ele consiste em um grupo de pessoas que se unem com o objetivo de adquirir um bem em mensalidades sem os altos custos de um financiamento, por meio de uma administradora antes de comprar algo, com mensalidades. Um consórcio pode ser de um carro, um terreno, imóvel, moto ou um tipo de serviço.

O consórcio funciona de um jeito oposto ao financiamento tradicional – onde você pega o dinheiro emprestado e, depois, deve pagar com juros. Por conta de um consórcio não ter juros, este é um dos métodos mais viáveis para muita gente que planeja comprar itens custosos, como um veículo.

Como funciona o consórcio?

Similar à aquisição de outros bens, no caso do consórcio de carro, é como se houvesse uma espécie de financiamento coletivo: os interessados em adquiri-lo devem contribuir com pagamentos mensais por um prazo determinado. E claro, o veículo pode ser seminovo ou zero quilômetro.

Após a contemplação, há um sorteio onde uma das pessoas do grupo (do consórcio) é selecionada para receber o que se chama de “carta de crédito”. Esta carta é uma equivalência do dinheiro para efetuar a compra. Ou seja, basta o consorciado escolher um bem e o banco/administrador pagará ao vendedor. Quem não quiser esperar até o final do consórcio para receber o dinheiro, pode dar lances, como em um leilão – logo, quem der o maior valor lance, leva a carta.

No caso de lances, uma das modalidades é o embutido, onde o consorciado se compromete a usar parte do valor da carta de crédito para fazer a oferta. No caso de um consórcio de veículo no valor de 50 mil reais, se você quiser, pode usar 10 mil reais destes 50 mil para oferecer um lance embutido. Este lance, portanto, aumenta suas chances de contemplação. E aí a carta (quando você vencer) valerá 40 mil reais, não o valor inicial.

Se por acaso você não conseguir fazer a maior oferta, não precisa se preocupar: o dinheiro envolvido no lance não ficará retido pela administradora, podendo ser utilizado em atividades futuras.

Em certa periodicidade, a administradora do consórcio realiza as assembleias, reuniões cujo objetivo é fazer sorteios, receber ofertas de lances e contemplar os consorciados com o tal crédito. Tudo isso é informado no contrato, mas é comum que aconteça mensalmente. Quem participar de todos, terá mais chances de ser contemplado. A assembleia, a depender da empresa, pode acontecer de maneira presencial ou remota, via internet.

Consórcio de carro vale a pena?

Foto: Depositphotos

A principal vantagem é ser bem distinto de outras formas de aquisição de bens, como o financiamento tradicional, citado acima. Ao invés de juros, o consorciado paga uma taxa administrativa pelo contrato. A administradora contratada cobra um valor específico, como forma de gerir o grupo do consórcio, fazendo cobrança das mensalidades e lidando com problemas de inadimplência (ou seja, a falta de pagamentos). Para buscar evitar imprevistos de inadimplência, também existe a taxa de fundo de reserva, autoexplicativa.

Por conta de estas taxas variarem, elevando o quanto será pago nas mensalidades, é necessário consultar e escolher com cautela com o seu banco/administrador, pois elas podem chegar a até 25% do valor contratado.

Falando nas mensalidades, a duração do consórcio também varia de acordo com os planos da administradora. E outro enorme destaque é a ausência de entrada. Diferente do financiamento de um veículo, você só deve se planejar para o pagamento das parcelas em si.

Outro ponto positivo é uma coisa que muita gente já sabe: compras à vista podem sair muito mais baratas. Logo, você que tem a carta de crédito pode negociar um melhor valor para você. Nisso, o licenciamento e outros processos podem ser pagos com a carta. Você não precisa desembolsar mais nada, caso a soma (do carro e de outras despesas burocráticas) caibam no consórcio.

Se do lado do contratante as coisas diferem de outros métodos, há um enorme ponto positivo quando falamos de consórcio de veículos, que é um nível menor de exigências, se comparado a outros métodos. A confiabilidade de uma administradora ainda faz com que você evite os riscos, mas a princípio não são necessários documentos como comprovante de renda.

O consórcio pode até se aproximar de uma poupança, mas um de seus maiores benefícios é uma segurança maior e rotina mais estabelecida (por uma instituição) de economias. Então, para quem quer ter um controle melhor disso e sabe que não se dá bem com poupanças, ainda que seja para dar entrada em um financiamento, o consórcio vira a melhor opção.

Mais uma informação útil é você saber sobre a flexibilidade deste crédito. Quando você faz o consórcio de carro, pode-se usar a contemplação para comprar qualquer bem que se encaixe na categoria. Se por um acaso você decidir mudar o veículo, a classe ou tiver outras opções melhores do que foi apresentado por você no início do consórcio, é possível mudar para o que mais te agrade. Caso os planos mudem, você também pode mudar – e temos aí uma grande diferença de um financiamento, quando a aquisição é definitiva, a longo prazo, junto do tempo que estiver sendo feito o pagamento.

A depender do ano de fabricação de um carro seminovo (ou usado), ele pode ser adquirido por meio de consórcio também. Logo, se o veículo escolhido for mais barato que o valor da sua carta, você pode igualmente usar o que sobrar para quitar as parcelas restantes do seu consórcio.

Cuidados a se tomar na escolha do consórcio

Há algumas questões a serem observadas antes de contratar o consórcio de carros
Há algumas questões a serem observadas antes de contratar o consórcio de carros
Foto: Depositphotos

Quem já tem toda a certeza de qual administradora quer escolher e, mais importante ainda, o carro em questão, ainda recomenda-se ter cautela antes e durante o consórcio.

Por exemplo, mesmo quem tiver a carta de crédito, ainda precisa continuar a pagar as mensalidades. Então, no caso de quem fizer um consórcio de 36 meses e tiver o sorteio no 12º mês, deverão ser pagos os 24 meses restantes. É importante lembrar também que, no caso do seu veículo escolhido mudar o preço de tabela, haverá reajuste no valor do seu consórcio. O consórcio deve ser levado como um compromisso de longo prazo.

Somado a isso, outro cuidado: é possível que a carta seja adquirida somente ao final do contrato. Logo, ainda que tudo corra como previsto, sem atrasos nem taxas extras, pode ser que a carta venha por coincidência ao final do período de pagamento (ou seja, na conclusão do consórcio em si). Saiba também a quantidade de membros do grupo do consórcio e a frequência dos sorteios e de lances.

Se por algum motivo você desistir do consórcio, poderá tentar repassá-lo a outro interessado, mas é necessário verificar as condições da administradora, caso ela permita a alteração de titularidade. Caso contrário não há problema, porém, você só poderá resgatar o valor pago (até o momento) quando o prazo do consórcio for finalizado. O dinheiro é retido até o fim do período estabelecido no contrato.

Caso você desista do consórcio e a administradora tiver modalidades de consórcio mais baratas, pode ser possível reduzir o valor da sua carta de crédito para o valor inferior também. Nisso, a diferença pode ser utilizada para quitar parte do saldo devedor ou reduzir o valor das parcelas.

Uma cautela adicional é ficar atento a criminosos, que costumam anunciar a venda de cotas em consórcios, ou cartas de crédito. Desconfie de ofertas vantajosas demais e só feche uma transação se tiver garantia do contrato. É necessário ficar de olho em uma administradora de consórcios de confiança. Afinal, ela será responsável por cuidar de todo o seu dinheiro investido.

Qual é o melhor consórcio de carros?

Por maior que seja o desejo de trocar de carro, analise as melhores alternativas.
Por maior que seja o desejo de trocar de carro, analise as melhores alternativas.
Foto: Depositphotos

Além dos cuidados e outras atenções que você deve ter (de itens citados anteriormente), você necessita de toda a transparência da administradora do seu dinheiro. Saiba sobre todas as taxas, os planos à sua disposição e todas as informações relevantes para colocar na balança antes de fazer a sua escolha.

Uma das principais dicas dadas por especialistas é consultar o Banco Central, pois são eles que fiscalizam e autorizam as atividades do consórcio. Além disso, vale a pena conversar com clientes da administradora sobre o nível de confiabilidade também.

A escolha da administradora certa para seu interesse é tão importante quanto seu veículo escolhido, mas, por incrível que pareça, pode calhar da sua opção de carro vir depois da administradora responsável. Afinal de contas, o valor do bem é o que irá determinar as condições do pagamento.

Quando escolher, leia atentamente o contrato, tendo certeza de que todas as informações coletadas (no momento da pesquisa) batem com o que é estabelecido. Esteja ciente de todos os seus direitos e também de todos os envolvidos no consórcio. Caso não compreenda todas as cláusulas e queira ter mais garantia ainda, vale a pena consultar um advogado para esclarecer qualquer dúvida.

O Unidas Consórcio é uma ótima escolha, por exemplo, não apenas por todas as suas vantagens, mas também por levar o nome da Unidas, remetendo à reconhecido pela confiabilidade e segurança por com seus 35 anos de mercado.

Em uma rápida simulação pelo site Unidas Consórcio, você pode inserir uma estimativa do valor do consórcio e os meses em que deseja pagar. Na sequência, basta inserir suas informações básicas de contato, ou optar por falar com um consultor (na barra superior do portal). A partir do cadastro do consórcio, você pode sanar todas as suas dúvidas e confiar em todas, beneficiar de toda a transparência da Unidas, com uma enorme variação de marcas e modelos a maior especialista em mobilidade veicular do Brasil.

Fonte: Redação Terra
Publicidade
Publicidade