PUBLICIDADE

O que sua empresa deve fazer para adotar a IA nas operações

Organize dados e garanta compliance para adotar IA com sucesso, explorando oportunidades e minimizando riscos

22 jun 2024 - 06h20
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Freepik AI

Em 2024, 65% das organizações começaram a usar regularmente a IA generativa, quase o dobro do ano anterior, de acordo com a pesquisa global “O estado da IA no início de 2024: a adoção da geração AI aumenta e começa a gerar valor”, produzida pela McKinsey.

A adoção global de IA subiu para 72%, com destaque para os serviços profissionais e empresas relatam benefícios significativos como redução de custos e aumento de receitas. O uso da IA abrange agora mais funções de negócios, especialmente marketing, vendas e desenvolvimento de produtos. Apesar dos benefícios, os riscos, como incertezas na precisão e violação de propriedade intelectual, são destacados. E na América Latina, incluindo o Brasil, a adoção de IA é menor, com 58% das empresas adotando a tecnologia.

O que falta para as empresas aderirem efetivamente ao uso de soluções de Inteligência Artificial em suas rotinas? 

“Saindo do hype da IA generativa, o que vemos são as empresas ainda lutando para implementar a nova tecnologia, enfrentando obstáculos de custos e de gestão de dados que fazem com que muitos dos seus projetos de IA generativa fiquem presos na fase piloto e não entrem em produção”, afirma Cezar Taurion, fundador da Redcore, ex-diretor de Novas Tecnologias Aplicadas e Chief Evangelist na IBM Brasil e que tem escrito e compartilhado conteúdos sobre IA.

Para ele, as empresas continuam otimistas quanto ao aumento da produtividade prometido pela IA generativa. “Mas para atingir o potencial da tecnologia vai demorar mais tempo e custar mais do que muitos esperavam inicialmente. Estão vendo que não é apenas escrever prompts...”.

Confira outras dicas do especialista para ativar a IA nas empresas:

Compliance: Assegurar conformidade com normas como LGPD e regulamentos específicos do setor.

Qualidade de dados: Organizar dados para serem adequadamente utilizados por sistemas de IA, garantindo consistência e formato uniforme.

Segurança e privacidade: Implementar medidas para proteger dados e garantir privacidade.

Avaliação da maturidade digital: Analisar a maturidade digital da empresa antes de implementar IA.

Estratégia clara: Identificar oportunidades certas e reimaginar modelos de negócios sem comprometer segurança e ética.

Engajamento da liderança: Executivos devem liderar e apoiar iniciativas de IA ativamente.

Reorganização da força de trabalho: Ajustar modelos operacionais e treinar a equipe para trabalhar com IA.

Governança: Estabelecer uma governança robusta para gerenciar riscos e garantir a integridade das operações com IA.

(*) Alexandre Gonçalves é jornalista, fundador da agenteINFORMA – conteúdo e produtos digitais, e desde março de 2023 edita a newsletter agenteGPT, onde compartilha insights e sua experiência de usuário do ChatGPT.

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade