PUBLICIDADE

Moro põe festa junina de novo no centro da política brasileira

Depois de Kelmon, o padre de festa junina, o ex-juiz da Lava Jato é denunciado por caluniar Gilmar Mendes enquanto segura uma bebida que pode ser um quentão

18 abr 2023 - 09h48
Compartilhar
Exibir comentários

Nesta segunda-feira (17.abr), o senador Sergio Moro foi denunciado pela PGR por calúnia contra o ministro do STF Gilmar Mendes.

Foto: Núcleo Jornalismo

O que motivou a denúncia foi um vídeo em que o ex-juiz da Lava Jato brinca em uma festa junina sobre "comprar um habeas corpus do Gilmar Mendes", enquanto segura uma bebida que pode ou não ser um quentão.

@videos_virais0 #gilmarmendes #sergiomoro #conja #deuspatriafamilia🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷 #stfvergonhanacional #cpmi8dejaneiro #deltandallagnol #lavajato #vazajato ♬ som original - Viralizou

Moro alega que a fala foi tirada de contexto. O jornalista Felipe Moura Brasil postou um vídeo que mostra o contexto. Agora podemos concluir que Moro fez uma piada sobre Gilmar Mendes vendendo habeas corpus, mas dentro de um contexto.

Fizeram piada sobre o suposto desejo antigo do ex-ministro da Justiça de virar juiz do STF.

E apesar de manchetes animadas como "PGR pede que Moro seja condenado à prisão", parece que não é bem assim.

Políticos lavajatistas e/ou bolsonaristas ficaram indignados com a denúncia.

E Moro divulgou um pronunciamento dizendo que "estamos em tempos sombrios".

Não dá pra saber o que vai acontecer, mas o fato é que a segunda vez em menos de um ano que uma festa junina está no centro de um escândalo político no Brasil.

Não sei vocês, mas agora eu tô com uma baita vontade de comer bolo de milho.

Núcleo Jornalismo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade