PUBLICIDADE

Após duas explosões, SpaceX tenta decolar foguete Starship nesta quinta

Lançamento acontece na base aérea da SpaceX em Boca Chica, no Texas (EUA); o voo de teste não terá tripulação

14 mar 2024 - 10h14
(atualizado às 10h53)
Compartilhar
Exibir comentários
O Starship é considerado o foguete mais poderoso já feito e deve ser usado para lançar satélites no espaço, além de promover viagens interplanetárias.
O Starship é considerado o foguete mais poderoso já feito e deve ser usado para lançar satélites no espaço, além de promover viagens interplanetárias.
Foto: Divulgação / Flipar

A SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk, planeja lançar o super foguete Starship, pela terceira vez, nesta quinta-feira (14).

Denominado como o foguete mais poderoso do mundo, o Starship é imprescindível para os planos da Nasa de pousar astronautas na Lua até o final desta década. 

O lançamento, previsto para 10h25, acontece na base aérea da SpaceX em Boca Chica, no Texas (EUA). O voo de teste não terá tripulação.

Duas tentativas anteriores — realizadas em abril e em novembro de 2023 — terminaram em explosões, embora isso não seja necessariamente algo ruim: a empresa adotou uma abordagem rápida de tentativa e erro para acelerar o desenvolvimento, e a estratégia trouxe sucesso no passado.

O terceiro teste de lançamento da Starship será o mais ambicioso até agora. Além de ir mais alto e mais longe, os objetivos incluem abrir e fechar a porta de carga da Starship para testar sua capacidade de entregar satélites e outras cargas ao espaço.

A trajetória planejada da nave estelar faz com que ela atinja a órbita e depois faça uma queda controlada no Oceano Índico, pouco mais de uma hora após o lançamento.

Veja como será o trajeto do teste:

A SpaceX também pretende reacender os motores da nave no espaço e realizar um teste a bordo que ajudará a preparar o caminho para futuras naves estelares se reabastecerem em órbita.

Starship: o poderoso foguete da SpaceX

O Starship é um sistema de transporte formado pela nave homônima, equipada com seis motores Raptor, e pelo propulsor Super Heavy, com mais de 30 deles; juntos, eles formam um foguete com 120 m de altura, o mais alto e poderoso já construído no mundo — para comparação, considere que ele é ainda maior e mais potente que Saturn V, foguete da NASA usado nos lançamentos do programa Apollo.

O projeto do Starship é resultado de um longo trabalho iniciado há vários anos: em 2005, Musk mencionou um foguete conceitual que poderia lançar até 100 toneladas de cargas à órbita terrestre. O primeiro protótipo de tal foguete foi chamado de "Starhopper", e realizou um voo breve voo em 2019.

Desde então, o foguete recebeu vários outros nomes, como Mars Colonial Transporter, Interplanetary Transport System e a sigla BFR, que significava "Big Falcon Rocket". Já em 2018, Musk anunciou em um tuíte que o então BFR passaria a se chamar "Starship". Leia mais aqui.

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade