1TB por apenas R$9,90 /mês

Museu italiano pede devolução de quadro roubado por nazistas

"Vaso de Flores", de Jan van Huysum, pertence aos Uffizi

2 jan 2019 15h23
Compartilhar
comentários

As Gallerie degli Uffizi, em Florença, na Itália, exigiram da Alemanha a restituição de um quadro do pintor holandês Jan van Huysum roubado por soldados nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Eike Schmidt com a reprodução do quadro "Vaso de Flores"
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A pintura, chamada "Vaso de Flores", está sob poder de uma família alemã que, apesar dos recorrentes pedidos do Estado italiano, nunca aceitou restituí-la. "Por causa desse caso que atinge o patrimônio das Gallerie degli Uffizi, as feridas da Segunda Guerra Mundial e do terror nazista ainda não foram curadas", declarou, na última terça-feira (1º), o diretor do principal museu renascentista do mundo, Eike Schmidt, que é alemão.

publicidade

O quadro é uma natureza morta em preto branco do início do século 19 e foi exibido pela primeira vez em 1824, em Florença. O "Vaso de Flores" ficou em uma sala do Palácio Pitti, também administrado pelos Uffizi, até a década de 1940, quando foi transferido para o campo após a entrada da Itália na Segunda Guerra.

Em 1943, ano da invasão dos Aliados na península, tropas nazistas roubaram o quadro e o levaram para o norte. A pintura reapareceu após a reunificação da Alemanha, mas a família que a detém exige pagamento para devolvê-la à Itália, hipótese rechaçada pelos Uffizi.

Para dar força a seu apelo, Schmidt instalou no museu uma foto do "Vaso de Flores" com a palavra "Roubado" em inglês, italiano e espanhol. Em entrevista à ANSA nesta quarta (2), o diretor dos Uffizi disse esperar uma resposta da Alemanha ainda para esta semana.

Ele também cobra de Berlim a abolição da prescrição para o crime de roubo de obras de arte durante a Segunda Guerra Mundial. "A Alemanha tem o dever moral de restituir esse quadro ao nosso museu", afirmara na última terça.

publicidade
  
publicidade