Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Jovem que abortou em El Salvador é condenada a 50 anos de prisão

País tem uma das leis mais rígidas contra o aborto

4 jul 2022 - 18h54
(atualizado às 19h21)
Compartilhar
Jovem que abortou em El Salvador é condenada a 50 anos de prisão
Jovem que abortou em El Salvador é condenada a 50 anos de prisão
Foto: REUTERS/Jessica Orellana

Um tribunal salvadorenho condenou uma mulher de 21 anos que abortou após uma emergência obstétrica a 50 anos de prisão pelo crime de homicídio agravado, informou nesta segunda-feira,4, uma organização que a defende, em um dos países com algumas das leis mais rígidas contra o aborto.

De acordo com o relatório do Grupo Cidadão para a Descriminalização do Aborto, na noite de 17 de junho de 2020, a mulher, identificada como Lesly Ramírez, teve uma emergência enquanto estava em sua casa que a levou a ter um parto de seu feto de cerca de cinco meses.

Publicidade

A família e os vizinhos da jovem, então com 19 anos, chamaram a polícia para levá-la a um hospital público no departamento de San Miguel, informou a ONG.

Em 26 de junho de 2020, um juiz de instrução ordenou a prisão provisória de Ramírez, apesar de ela não estar presente na audiência devido ao seu delicado estado de saúde. Em meados da semana passada, um tribunal a condenou a 50 anos de prisão pelo crime de homicídio agravado.

"As organizações de mulheres rejeitam a decisão judicial e vão recorrer. Esta é a primeira vez na história que a pena máxima é aplicada desde que o aborto foi absolutamente criminalizado", disse a organização feminista em comunicado.

A promotoria, no entanto, argumentou em nota que a pena severa foi imposta porque a jovem assassinou a recém-nascida após causar vários ferimentos no pescoço com uma faca.

Publicidade

Apesar de nos últimos anos ter ocorrido um avanço da "maré verde" na América Latina em busca de acesso ao aborto legal e seguro, o procedimento, sem restrição de motivos, só é permitido em poucos países.

Junto com Nicarágua, Honduras e República Dominicana, El Salvador é um dos quatro países latino-americanos que proíbem o aborto sem exceção.

Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações