Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Liverpool vence o Chelsea nos pênaltis e conquista a Copa da Inglaterra

Na disputa de pênaltis, os Reds saíram vitoriosos por 6 a 5

14 mai 2022 15h41
| atualizado às 15h49
Compartilhar
Chelsea e Liverpool se enfrentaram na final da Copa da Liga Inglesa, em fevereiro (Foto: JUSTIN TALLIS / AFP)
Chelsea e Liverpool se enfrentaram na final da Copa da Liga Inglesa, em fevereiro (Foto: JUSTIN TALLIS / AFP)
Foto: Lance!

O Liverpool conquistou a Copa da Inglaterra pela oitava vez em sua história. A equipe bateu o Chelsea neste sábado, nos pênaltis, após empate por 0 a 0 no tempo regulamentar a na prorrogação.

Em um jogo movimentado e com muitas chances desperdiçadas, os times não conseguiram sair do zero e levaram a decisão até as penalidades. Na disputa, os Reds saíram vitoriosos por 6 a 5.

Publicidade

A preocupação ficou por conta do egípcio Salah, que sentiu dores ainda na primeira etapa e precisou deixar os gramados, sendo substituído pelo português Digo Jota.

O Liverpool agora encara uma sequência decisiva em busca do título do Campeonato Inglês. Com três pontos de desvantagem em relação ao líder Manchester City, a equipe encontra o Southampton e o Wolverhampton nas últimas duas rodadas da competição.

Já o Chelsea, que busca confirmar uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões, enfrenta o Leicester em seu próximo compromisso, na próxima quinta-feira.

Primeiro tempo

A primeira etapa foi bastante movimentada. O Liverpool começou pressionando o adversário e empilhou chances de gol logo no início da partida. Aos nove minutos, Luis Díaz recebeu de Alexander-Arnold e obrigou Mendy a fazer boa defesa.

Publicidade

Em seguida, foi a vez do clube londrino levar perigo. O meia Mount deixou com Pulisic dentro da área, mas o atacante chutou para fora, raspando a trave. Aos 21, o goleiro Alisson protagonizou boa defesa a queima-roupa após chute de Marcos Alonso, na pequena área.

Após algumas chances de gol, o Chelsea equilibrou o duelo. O restante do primeiro tempo teve oportunidades para ambos os lados, mas o zero persistiu no placar.

Segundo tempo

A equipe de Thomas Tuchel voltou com tudo do intervalo e, logo aos dois minutos, Marcos Alonso mandou a bola no travessão em cobrança de falta. O Chelsea conseguia neutralizar o adversário e obrigou Alisson a fazer boa defesa, em nova finalização de Pulisic.

O Liverpool, porém, retomou o controle do jogo e teve chances de estrear o marcador, mas a bola ia para fora ou parava nas mãos de Mendy.

Publicidade

Aos 38, o colombiano Luis Díaz recebeu na entrada da área, passou pelo marcador, mas acertou a trave. No minuto seguinte, Milner cruzou na pequena área e Robertson, embaixo do gol, finalizou no poste. Apesar de 26 finalizações no jogo, o confronto seguiu para a prorrogação.

Prorrogação e pênaltis

Na prorrogação, as equipes se mostraram desgastadas e pouco produziram. O jogo ficou truncado, com poucas oportunidades, e se arrastou até as penalidades.

Na disputa, o veterano Azpilicueta desperdiçou sua cobrança. Depois, Mendy defendeu o chute do compatriota Mané e levou o duelo para as alternadas.

Na sétima batida, Alisson espalmou a finalização de Mount. O grego Tsimikas foi o responsável por bater o pênalti decisivo e converteu a cobrança, dando o título ao time de Anfield.

Publicidade
Gazeta Esportiva
Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações