Leclerc quebra "maldição" da Ferrari que durava 45 anos

Maior equipe da F1 não costuma se dar bem em Mônaco. Para vencer nas ruas de Monte Carlo, Leclerc quebrou uma escrita de 45 anos

26 mai 2024 - 16h14
Leclerc venceu em Mônaco
Leclerc venceu em Mônaco
Foto: Scuderia Ferrari / X

Charles Leclerc finalmente conseguiu a vitória em casa, se tornando o primeiro monegasco a vencer em Mônaco na F1 (1950), o primeiro a vencer no tradicional GP desde Louis Chiron (1931). Mas para a Ferrari foi a quebra de uma marca de 45 anos sem que um pole pela equipe conguisse vencer a prova. 

A Ferrari tem 13 poles do principado de Mônaco. A primeira foi em 1956, com Juan Manuel Fangio, mas não conseguiu vencer. Depois vieram três poles em sequencia com Niki Lauda, em 1974, 1975 e 1976. Dessas o austriaco só não converteu em vitória em 1974. Em 1978, Carlos Reutemann fez a pole, mas não teve sucesso na corrida. Em 1979, foi a vez de Jody Scheckter conquistar o feito de fazer pole e vencer. Depois do sul-africano, mas ninguém tinha conseguido até 2024. 

Publicidade

Neste intervalo, a Ferrari venceu a prova cinco vezes, com Gilles Villeneuve em 1981. Michael Schumacher em 1997, 1999 e 2001 e Sebastian Vettel em 2017, mas em nenhuma dessas foi com os pilotos largando na pole. Em 1996, Schumacher fez a pole, mas bateu na primeira volta. Em 2000, Schumacher fez a pole novamente, estava liderrando, mas quebrou. Em 2008, foi a vez de Felipe Massa conquistar largar na frente, mas a estratégia de corrida errada, fez o brasileiro perder a vitória. Em 2017, Kimi Raikkonen fez a pole, mas quem venceu foi seu companheiro de equipe, Sebastian Vettel.

Leclerc fez a pole pela primeira vez em 2021, mas acabou batendo no final da qualificação, a Ferrari não conseguiu indentificar o problema e o Leclerc quebrou indo para o grid, acabou não largando. Em 2022, Leclerc fez a pole novamente, mas a estratégia errada da Ferrari na hora da chuva, fez o menegasco cair para o 4° lugar. 

Em 2024, Leclerc fez a pole, após o inicio com bandeira vermelha por causa do acidente entre Perez (Red Bull), Magnussen (Haas) e Hülkenberg (Haas) durante a largada, todos os pilotos trocaram os pneus, sem necessidade de parar durante a corrida. Nessa estratégia, Leclerc fez uma boa 2ª largada a venceu a prova.  

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações