PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Como cuidar dos olhos no verão?

Oftalmologista esclarece as principais dúvidas e cuidados com os olhos

19 nov 2023 - 13h52
(atualizado em 21/11/2023 às 09h06)
Compartilhar
Exibir comentários

As mudanças climáticas atingem nossos olhos de várias formas, seja pelas partículas que tem no ar, pelo vento, temperatura e radiação solar. No verão, em especial, também tendemos a suar mais, ao mesmo tempo que nos expomos mais à luz e por isso é importante também cuidar  da saúde dos olhos. Segundo o Dr. Marcelo Brito, médico oftalmologista, sugere-se o uso de óculos de sol com proteção ultravioleta. Atente ao adquirir seus óculos se a origem é confiável. Veja os detalhes de caixa, termo de garantia e nota fiscal. Lentes de boa qualidade também não devem causar desconforto nos olhos ou dores de cabeça. "Higienize suas pálpebras e cílios ao menos uma vez ao dia, diluindo xampu neutro infantil em água morna. Se usar ar condicionado ou muito uso de tela, sugere-se também uso de colírios lubrificantes", alerta o médico. No verão são muito comuns epidemias de conjuntivite viral, pois é uma época onde há muito trânsito de pessoas. Ao notar aumento de sensibilidade, fotofobia, vermelhidão, lacrimejamento excessivo ou secreção, procure seu oftalmologista. [caption id="attachment_3855" align="alignnone" width="300"]

Como cuidar dos olhos no verão
Como cuidar dos olhos no verão
Foto: Sou Mais Bem Estar

©AntonioGuillem via Canva.com[/caption] Muitas doenças, como pterígio, catarata e degeneração macular tem risco aumentado por excesso de exposição solar. Queimaduras da superfície ocular também são comuns, por excesso de luminosidade, principalmente por reflexo na água ou mesmo na areia. Se a exposição for ocorrer nos momentos de pico de radiação, é fundamental o uso dos óculos de sol. Algumas pessoas tendem a ser mais sensíveis que outras, como as que tem íris mais claras. Para finalizar, caso ocorra irritação ocular ou alergias após o uso do filtro solar lave abundantemente com água filtrada. Evite uso de soro fisiológico, pois é comum a contaminação do frasco. Se persistir sintomas de ardência, dor, corpo estranho ou baixa de visão, procure seu oftalmologista com urgência. Fonte: Dr. Marcelo Brito, Médico Oftalmologista, CRM: 18871/RQE:415 | Instagram: @dr.marcelobrito  

Sou Mais Bem Estar
Compartilhar
Publicidade
Publicidade