PUBLICIDADE
Patrocínio Logo do patrocinador

Calor intenso: entenda o que as altas temperaturas causam no corpo

Médico explica como o calor intenso impacta o organismo e a imunidade e dá orientações para enfrentar a onda de altas temperaturas

16 nov 2023 - 15h01
(atualizado às 17h10)
Compartilhar
Exibir comentários

Já faz alguns dias que o Brasil todo tem enfrentado uma forte onda de calor. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta nesta última semana de perigo para cinco estados por conta das altas temperaturas, que podem colocar o bem-estar e a saúde em risco. 

Calor intenso: entenda o que as altas temperaturas causam no corpo -
Calor intenso: entenda o que as altas temperaturas causam no corpo -
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Segundo o médico do esporte e nutrologista Dr. Thiago Viana, as altas temperaturas podem causar o estresse térmico, que ocorre quando o corpo não consegue se resfriar adequadamente no calor extremo e, assim, pode sobrecarregar o sistema cardiovascular, afetando a imunidade. 

"Uma exposição prolongada a temperaturas extremas, por exemplo, pode causar estresse no corpo, enfraquecendo o sistema imunológico causando desidratação e tornando as pessoas mais suscetíveis a infecções", alerta o especialista

Segundo ele, manter um estilo de vida saudável - o que inclui uma dieta equilibrada, exercícios regulares e sono adequado - é fundamental para manter um sistema imunológico robusto. 

Vale destacar que as oscilações de temperatura, causadas pela grande amplitude térmica pela qual o país está enfrentando o ano todo, são de maior risco para as crianças, idosos e pessoas com condições de saúde preexistentes.

"Em alguns casos, suplementos vitamínicos como vitamina C e D, podem ser úteis para fortalecer a imunidade, mas é importante consultar um profissional de saúde antes de começar a tomar suplementos", aconselha o médico.

Dicas para se exercitar com segurança

As altas temperaturas podem estimular o sedentarismo, já que não é nada confortável treinar durante o calor intenso. Porém, não é necessário abandonar a rotina de treinos. Na verdade, basta adotar alguns cuidados para preservar a saúde e o bem-estar.

O médico do esporte indica que o ideal é treinar no começo da manhã ou no final da tarde, pois as temperaturas estarão mais amenas. Além disso, evite treinar exposto ao sol. Também prefira ambientes cobertos e arejados, com ar condicionado ou uma boa ventilação. Thiago indica ainda o uso de roupas leves e adequadas para o exercício. 

O especialista ensina a seus pacientes a regrinha básica de como se manter bem hidratado. "Sempre aconselho meus pacientes a fazer o cálculo de 40ml de água por quilo de peso. Então uma pessoa que pesa 70kg vezes 40ml, deve tomar em média 2.800 litros por dia", explica.

Como adaptar o corpo ao calor intenso e reforçar a imunidade

O nutrólogo também dá algumas dicas para manter o sistema imunológico forte, o que é essencial durante o calor intenso. Confira:

  • Em dias muito quentes, use roupas leves e proteja-se do sol;
  • Mantenha-se hidratado;
  • Mantenha um estilo de vida saudável - isto é, coma bem, faça exercícios regularmente e durma o suficiente para fortalecer seu sistema imunológico;
  • Tenha uma dieta equilibrada, ou seja, uma alimentação rica em frutas, vegetais, proteínas magras e grãos integrais, que fornecem os nutrientes necessários para apoiar o sistema imunológico;
  • Esteja atento aos sinais do corpo: se você sentir desconforto, fadiga excessiva ou sintomas de problemas de saúde, procure ajuda médica.
Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade