São Paulo

Siga a marca:

São Paulo coloca 6 restaurantes em lista de melhores da AL

0comentários
01h54 atualizado em 10/9/2013 às 10h27
Publicidade
Chefes brasileiros festejam durante a eleição dos 50 melhores restaurantes da América Latina
Chefes brasileiros festejam durante a eleição dos 50 melhores restaurantes da América Latina
Foto: Divulgação

Com seis estabelecimentos, a cidade de São Paulo se destacou na lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina. A relação, que teve sua primeira edição este ano, foi elaborada por uma academia composta por 252 membros, entre chefes e especialistas gastronômicos da região, e teve seu anúncio realizado na madrugada desta quinta (5), na cidade de Lima, no Peru.

Comandado pelo badalado chefe Alex Atala, o restaurante D.O.M. ficou com a segunda posição, sendo superado apenas pelo peruano Astrid y Gastón. Além dele, foram lembrados na lista o Maní, de Helena Rizzo, que ficou em quinto lugar, e o Mocotó (16º), de Rodrigo Oliveira, que aposta na culinária nordestina.

O Fasano, por sua vez, ficou com a 23ª posição graças ao seu tradicional menu italiano, enquanto o Attimo, comandado por Jefferson Rueda, faturou o 32º lugar. Completa a lista o Epice (41º), do jovem chefe Adalberto Landgraf, formado em uma das melhores escolas culinárias britânicas.

Além de emplacar seis estabelecimentos na lista, São Paulo ainda se destacou por contar com a melhor chefe da América Latina. A vencedora foi Helena Rizzo, que já havia levado o Maní à 46ª posição na relação dos melhores restaurantes do mundo em 2013.

O Brasil ainda levou o prêmio de restaurante com maior potencial de crescimento, que ficou com o Recanto do Bosque, de Belém do Pará, que aposta na culinária amazônica, e emplacou dois restaurantes cariocas na lista: o Roberta Studbrack, que ficou em 10º lugar, e o Olympe, do chef Claude Troigros, 35º colocado.

A lista foi inspirada na relação similar dos 50 melhores restaurantes do mundo, e buscou reconhecer a diversidade e qualidade gastronômicas latino americanas. A academia que a elabora é dividida em quatro grandes regiões de especialistas, sendo elas: México e América Central, América do Sul (Cone Norte), América do Sul (Cone Sul) e Brasil.

Além do Brasil, a relação incluiu estabelecimentos dos seguintes países: Argentina, Bahamas, Belize, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Dominica, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Guatemala, El Salvador, Haiti, Honduras, Jamaica, México, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Suriname, Trinidad e Tobago, Uruguai e Venezuela.

 
Fonte: PrimaPagina Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade