Tubarão de 12 metros vira atração turística nas Filipinas

  • separator
  • comentários

Tan-awan, no sul das Filipinas, na ilha de Cebu costumava ser uma praia tranquila, pouco frequentada por turistas. Mas as coisas mudaram e centenas de visitantes agora são atraídos pela oportunidade de nadar com a espécie tubarão-baleia, o maior peixe do mundo. As informações são da Reuters.

Os tubarões-baleia são atraídos ao litoral de Tan-awan pelos pescadores que os alimentam com pequenos camarões. Quando se aproximam, os turistas podem entrar na água com snorkel para nadar com o peixe gigante, que mede mais de 12 m e pesa mais de 21 toneladas.

Os pescadores da região abandonaram a pesca para viver do turismo proporcionado pelo animal. A prática de alimentar o tubarão-baleia, que costuma comer algas, plâncton e krill – crustáceo parecido com o camarão – já tem recebido críticas de biólogos. 

A espécie não oferece perigo aos humanos, pois é dócil e amistosa. A maior parte do ciclo de vida do tubarão-baleia ainda é desconhecido para a ciência, como por exemplo, o número total da população. São animais considerados bastante vulneráveis pela União Internacional para a Conservação da Natureza.  

Os biólogos temem que a situação pode levar os tubarões-baleia a desenvolver comportamentos anormais sociais, como o aumento da agressividade ou competição entre eles. O contato também pode levar à disseminação de doenças e parasitas. 

Nado com tubarão-baleia
A área de interação oferecida com os animais é do tamanho de um campo de futebol ao largo da praia, onde aparecem cerca de oito tubarões-baleia. O preço para a atração é variado: apenas para assistir o nado dos peixes, é cobrado o valor de R$ 24 para turistas estrangeiros. Para nadar, o preço é R$ 72 mais os encargos normais de mergulho. 

Fonte: Terra
  • separator
  • comentários
publicidade