2 eventos ao vivo

Ilha na Irlanda preserva mosteiro construído no século VI

27 abr 2009
17h46

Localizada a 12 quilômetros da Irlanda, a ilha de Skellig Michael (conhecida também como Great Skellig) é uma rara oportunidade de viajar no tempo até a Idade Média. Escolhida pelos cristãos irlandeses do século VI para abrigar um mosteiro, ela ainda guarda as construções impressionantemente preservadas.

Mosteiro em Skellig Michael leva o turista a uma viagem à Idade Média
Mosteiro em Skellig Michael leva o turista a uma viagem à Idade Média
Foto: amerune/ Creative Commons / Reprodução



» Veja fotos do mosteiro


» Chat: tecle sobre a notícia
» vc repórter: mande fotos e notícias

De longe já dá pra ver que os monges da época não gostavam de vida fácil. A ilha é composta basicamente por montanhas íngremes e cheias de pedras. E eles escolheram construir suas cabanas em forma de colméias no topo destes penhascos verticais. Para chegar lá, o turista enfrenta uma longa escadaria de pedra.

A dificuldade de acesso, porém, é considerada uma das grandes responsáveis pela preservação das construções por tanto tempo - um dos maiores trunfos da ilha. Ao incluir o lugar na lista dos Patrimônios da Humanidade, em 1996, a Unesco justificou que ele era um "exemplo único" de uma colônia religiosa e ilustrava, "como nenhum outro lugar, os extremos da vida dos monges cristãos".

O mosteiro de Skellig Michael foi desocupado provavelmente no século XIII, em função de uma mudança geral no clima, que baixou as temperaturas no local e fez com que as tempestades fossem mais freqüentes. Além disso, a estrutura monástica deixou de ser adotada pela Igreja na Irlanda, reforçando a desintegração do mosteiro. Mesmo depois disso, a ilha continuou sendo destino de peregrinações religiosas. No século XIX, foram construídos dois faróis no local. Um deles funciona até hoje.

Se os monges não vivem mais na ilha, outros antigos habitantes continuam ali: as diversas espécies de pássaros marinhos. A Great Skellig (junto com sua irmã menor, Little Skellig) é importante tanto pelo tamanho de suas colônias de pássaros, quanto pela diversidade.
Fonte: Especial para Terra

compartilhe

publicidade