PUBLICIDADE

Conheça programas imperdíveis na Sicília

Publicidade

Polo gastronômico e e cultural italiano, a Sicília tem tanta beleza quanto a descrita no livro O chefão, do escritor Mario Puzo, e nem metade da violência. As opções de turismo incluem uma combinação de belezas naturais, arte sacra e cultura histórica. À noite, o leque de opções é igualmente vasto, e inclui restaurantes com forte apelo à gastronomia local e badalações noturnas diversas, na ilha que dorme pouco.

» Veja fotos


» Siga o Vida e Estilo no Twitter
» vc repórter: mande fotos e notícias
» Chat: tecle sobre a notícia

Quem gosta de arte tem na Cidade Velha, em Palermo, um roteiro obrigatório. Berço de pensadores e artistas, a cidade é coalhada de museus e galerias de arte. Fica ali, pra citar um exemplo, o Museu Etnográfico G. Pitré, um dos mais populares do país e fora dele, e as relíquias gregas e etruscas, que incluem âncoras antigas e achados pré-históricos. Não deixe também de dar uma pausa na dieta nos movimentados mercadões.

Outra impressionante mostra de arte medieval fica na Galleria Regionale della Sicilia, também em Palermo, que expõe esculturas em mármore e afrescos de artistas consagrados, além de cerâmicas dos mouros e espanhóis que por ali passaram. Hospeda em seu primeiro andar o quadro Anunciação, de Antonello da Messina, tela do século 15 considerada a melhor do período da Renascença na Itália.

De menores proporções em Palermo, mas nem por isso menos interessante, é a Chiesa di Santa Cita/Oratorio del Rosario di Santa Cita, construída em homenagem à Virgem do Rosário por sua intervenção na Batalha de Lepanto contra os turcos, em 1571. A capela do século 16 acalma a vista por sua predominância de tons brancos e dimensões modestas. Por outro lado, o painel de estuque na entrada retrata com incrível realismo a batalha de Lepanto.

Ainda no turismo sacro, o Duomo, na cidade de Cefalu, é outra boa opção. Semelhante a uma fortaleza, a catedral foi feita em várias etapas e ao longo de vários séculos, o que deu um tom meio ¿frankensteiniano¿ ao conjunto da obra, como os três tipos diferentes de telhados. Ainda assim, mesmo com desvios harmônico-arquitetônicos, o lugar tem seus atrativos, como seu mosaico de cores vivas.

Guinada
Agora, se o plano for algo mais enigmático e de belezas naturais, saia de Palermo rumo ao Tempio di Segesta, na cidade de Segesta. O mistério em torno da obra ¿ nunca foi achado nada que indique a qual divindade o templo foi dedicado ¿ só faz aumentar o charme em torno da construção, uma das mais bem conservadas da Antiguidade. A localização, em uma colina rodeada pelos montes Barbaro e Bernardo, só contribui para realçar a beleza do que há séculos foi um teatro.

Mais forte ainda no quesito Indiana Jones, mas um pouco menos enigmático, é o Parco Archeologico della Neapolis, localizado em Siracusa. Composto de vários sítios arqueológicos e escavações, o lugar já foi praticamente inteiro mapeado, e por isso mesmo é melhor visitado com um guia, para não perder nenhum detalhe. Ficam ali, por exemplo, a Necrópole e a Tumba de Arquimedes, o geômetra grego, além de uma série de túmulos ilustres e também o Teatro Grego, de onde se pode ter uma boa vista panorâmica da região.

Fonte: Especial para Terra
Publicidade