PUBLICIDADE

Conheça as maravilhas do Deserto do Atacama, no Chile

Destino tem paisagens que parecem de outro planeta e são de tirar o fôlego

30 jan 2024 - 18h32
(atualizado às 18h49)
Compartilhar
Exibir comentários

Entre os Andes e o Oceano Pacífico, no norte do Chile, incríveis 1.000 km de extensão e 105.000 km² formam o Deserto do Atacama. Além de ser o mais árido, este é também o deserto mais alto do mundo - algumas de suas atrações estão a mais de 4.000 metros acima do nível do mar.

O Deserto do Atacama tem formações rochosas singulares, gêiseres, vulcões e lagoas
O Deserto do Atacama tem formações rochosas singulares, gêiseres, vulcões e lagoas
Foto: wirestock | Shutterstock / Portal EdiCase

Entre formações rochosas singulares, gêiseres, vulcões, lagoas e o céu mais estrelado que você vai ver na sua vida, é fácil se sentir em outro planeta.

Cordilheira de Sal

Na chamada Cordilheira de Sal, o Vale da Lua e o Vale da Morte são duas das principais atrações do Atacama. O primeiro recebeu esse nome porque acreditavam que seu relevo tão incomum seria parecido com o da Lua: formações de sal, areia e pedras, cavernas, cânions e dunas de tons avermelhados. O Vale da Morte, apesar do nome pouco convidativo, também tem visuais exuberantes.

El Tatio e Lagunas Altiplânicas

A uma altitude de 4.200 metros e próximo à fronteira com a Bolívia, El Tatio é um dos maiores campos geotérmicos do mundo, com dezenas de gêiseres que expelem com força água a mais de 80°C em um espetáculo da natureza.

Já as Lagunas Altiplânicas, como são chamadas as lagoas vizinhas Miñiques e Miscanti, são dois enormes poços de águas em um profundo tom azul, também a mais de 4.000 metros de altitude. Miscanti é a maior das duas, com impressionantes 15 km². Para completar o panorama, há grandes morros e vulcões no entorno.

Para quem gosta de aventura

Aliás, quem gosta de aventura e tiver fôlego suficiente pode fazer trekking até as crateras dos majestosos vulcões que marcam o horizonte do Atacama. Os mais famosos são o Lascar, que atinge os 5.600 metros de altitude, e o Licancabur, com mais de 5.900 metros.

Laguna Cejar

A Laguna Cejar é mais um passeio icônico no destino. Suas águas possuem uma concentração de sal que chega a 40%, sendo maior até mesmo que a do Mar Morto. Por isso, você não afunda e pode flutuar com muita facilidade.

O céu do Atacama é digno de ser admirado
O céu do Atacama é digno de ser admirado
Foto: theartofsounds | Freepik / Portal EdiCase

Para admirar o céu

A combinação de grande altitude, baixa umidade, céu quase sempre aberto e pouca luminosidade artificial faz do Deserto do Atacama um dos melhores lugares do planeta para admirar o céu noturno. Por isso, participar de um tour astronômico é imperdível, com observação a olho nu e com o uso de telescópios.

Outros passeios

Outros passeios incríveis pelo Atacama incluem ainda Salar de Tara, Vale do Arco-Íris, Salar do Atacama, lagoa Chaxa, Piedras Rojas, Ojos del Salar, Laguna Tebinquiche e muito mais. O ponto de partida é a cidade de San Pedro de Atacama, praticamente o único povoado com boa estrutura turística nessa região inóspita. Por lá, há todo o tipo de opção de hospedagem, de albergues e pousadas a hotéis e lodges de luxo, alguns até mesmo com spa.

Por Claudia Costa, Cláudio Lacerda Oliva, Eliria Buso e Patrícia Chemin - revista Qual Viagem

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Publicidade