PUBLICIDADE

Prefeito quer evitar que centro de Roma se torne 'Disneylândia'

Para o político, a cidade não deve ser um local em que você "vai apenas uma vez na vida ao Coliseu, à Fontana di Trevi, à Capela Sistina"

26 jan 2024 - 11h50
(atualizado às 11h58)
Compartilhar
Exibir comentários

O prefeito de Roma, Roberto Gualtieri, defendeu nesta sexta-feira (26) o turismo de massa na capital da Itália, mas alertou que é preciso evitar que o centro histórico se torne uma espécie de Disneylândia.

Fontana di Trevi é um dos pontos turísticos mais concorridos de Roma
Fontana di Trevi é um dos pontos turísticos mais concorridos de Roma
Foto: iStock

Em entrevista ao jornal italiano "Corriere della Sera", o político destacou que foi criada uma "agência baseada no modelo londrino que ajuda a ampliar o público, e não a concentrá-lo nos mesmos dois ou três lugares".

"É preciso evitar a 'Disneylandização' dos centros históricos que vem acompanhada de um turismo de baixa qualidade, com redução da oferta, pontos comerciais 'kitsch', que vendem produtos de baixa qualidade", alertou.

Para Gualtieri, "o turismo não é demais" e "Roma está entre as primeiras do mundo, mas deve ser a primeira". Além disso, a capital italiana "deve ser uma cidade para a qual você retorna" e "não vai apenas uma vez na vida ao Coliseu, à Fontana di Trevi, à Capela Sistina".

"O turismo é fundamental para mim e deve ser incentivado, mas deve ter uma evolução em termos de qualidade, deve ser gerenciado e também diferenciado em locais", afirmou ele.

Em relação à limitação dos aluguéis de curta duração, no modelo de Florença, o prefeito da "cidade eterna" disse que a "autonomia é discutida, mas não é dada onde seria necessária".

"Não existem ferramentas diretas, como em Barcelona, Paris, Nova York para evitar a hipertrofia dos aluguéis de curta duração".

10 paraísos de férias mais cobiçados para 2024, segundo o TripAdvisor 10 paraísos de férias mais cobiçados para 2024, segundo o TripAdvisor

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade