PUBLICIDADE

10 praias imperdíveis em Florianópolis

A gente quer você estendendo a toalha nas praias menos visitadas da ilha [...]

7 fev 2024 - 09h16
Compartilhar
Exibir comentários

Uns dizem que são 42, outros juram que chegam a 100.

Se o número exato de praias de Florianópolis ainda não é unanimidade, pelo menos todo mundo sabe que algumas das mais belas faixas de areia do Sul do Brasil ficam nesse pedaço de terra do litoral de Santa Catarina.

Se na temporada de verão todo mundo parece ir para o mesmo lugar (que o diga o muvucado norte da ilha), o Viagem em Pauta quer você estendendo a toalha em algumas das praias menos visitadas do destino.

Foto: Intelbras/Divulgação / Viagem em Pauta

Nosso roteiro vai de Santo Antônio de Lisboa, a primeira vila da ilha e com influências dos Açores, a faixas desertas como Lagoinha do Leste, com acesso exclusivo por barco ou trilha, uma caminhada de cerca de uma hora, a partir do Pântano do Sul.

Só não vai ter praia onde vai todo mundo em busca de areia e ruas de acesso congestionadas, muito menos aquelas com beach clubs ou discotecagem de DJs no pé do ouvido.

PRAIAS DE FLORIANÓPOLIS

Naufragados

A 40 km do Centro, no setor mais ao sul da ilha, essa praia fica em área de preservação do Parque Estadual do Tabuleiro e tem acesso apenas por barco ou por um trilha de três quilômetros de extensão.

Da Solidão

Chamada, oficialmente, de Praia do Rio das Pacas, tem mar agitado e areias claras em meio à natureza intocada. É considerada uma das mais belas de Santa Catarina e fica entre a Costa de Dentro e o Saquinho, com acesso por trilha à Praia de Naufragados (3h de caminhada).

Praia do Saquinho

Com acesso apenas por uma trilha de 1,3 quilômetro que começa na Praia da Solidão, em meio a costões e trechos de Mata Atlântica que também dão acesso à Praia de Naufragados. Prepare-se, porém, para subir a ladeira do Morro do Trombudo.

Lagoinha do Leste

Essa praia no sul da ilha é uma das mais desertas, com acesso apenas por barco ou trilhas exigentes, como as que partem do Pântano do Sul (2,2 km - ida) ou da Praia do Matadeiro (5,6 km - ida).

Praia da Armação, em Florianópolis
Praia da Armação, em Florianópolis
Foto: Eduardo Vessoni / Viagem em Pauta

Armação

Essa praia, cujo nome vem da época da caça a baleias, no século 18, fica a 25 km do Centro, ao lado do Parque Municipal da Lagoa do Peri, onde dá para ver baleias franca, entre julho e novembro.

Ilha do Campeche

Com acesso diário controlado, essa ilha no sudeste da Ilha é a Florianópolis de acesso controlado que, de longe, lembra a muvuca de outras faixas de areia da capital catarinense. O local tem inscrições rupestres, trilhas e mergulhos.

Foto: Rodrigo Soldon/Flickr / Viagem em Pauta

Pântano do Sul

Tradicional ponto de pesca de tainha, essa praia extensa tem mar calmo e abriga também registros arqueológicos que datam de 4.500 anos.

Matadeiro

Frequentada por locais e boa para surfe, seu nome é da época em que o local servia de abate de baleias. Felizmente, hoje, a única interação com os animais é a sua observação, de julho a novembro.

Ribeirão da Ilha

De águas calmas e a 27 km do Centro, é procurada para prática de caiaque e SUP, além de ser um dos mais concorridos polos gastronômicos de todo o estado, devido à famosa criação de ostras.

Santo Antônio de Lisboa

A 14 km do Centro, no distrito de mesmo nome, essa praia fica na primeira vila da ilha, onde construções açorianas são a principal atração local, como a primeira rua com calçamento do estado.

Foto: Cassiano Psomas / Pexels.com / Viagem em Pauta
Viagem em Pauta
Compartilhar
Publicidade
Publicidade