Você sabia que crianças também podem ter mau hálito?

Respiração bucal, sinusite, e má escovação estão entre as principais causas do problema

8 set 2016
08h00
atualizado em 18/7/2017 às 18h20
  • separator
  • comentários

Mau hálito é um problema desagradável que pode afetar qualquer pessoa. Qualquer pessoa mesmo, inclusive as crianças. No caso dos pequeninos, os motivos para a aparição desse problema podem ser os mais variados e cabe aos pais ficarem atentos aos sinais. Mas como evita-los, percebê-los e trata-los? Segue lendo que a gente te explica.

Recomendamos que os pais escovem os dentes na frente dos filhos até os cinco anos, pois crianças dessa faixa etária tendem a imitar os pais
Recomendamos que os pais escovem os dentes na frente dos filhos até os cinco anos, pois crianças dessa faixa etária tendem a imitar os pais
Foto: Sergey Nivens / Shutterstock

Escovação ruim
A causa mais simples e comum é a mesma que provoca o problema nos adultos. Má higienização bucal. E muitas vezes a culpa é dos pais que acreditam que não precisam levar tão a sério higiene bucal de seus filhos.

Para começar, a higienização bucal infantil deve ser introduzida desde cedo, quando a criança ainda nem tem dente. “Os pais podem enrolar gaze umedecida e realizar a limpeza das gengivas e língua, após cada mamada. Com a introdução alimentar, por volta dos seis meses, esses cuidados devem ser redobrados”, diz Maria Cecília Aguiar, presidente da Associação Brasileira de Halitose (ABHA).

Quando os primeiros dentes começarem a nascer e a escovação passa a fazer parte da rotina de higiene da criança, mais hábitos devem ser adotados. “Recomendamos que os pais escovem os dentes na frente dos filhos até os cinco anos, pois crianças dessa faixa etária tendem a imitar os pais. Nessa fase já é indicado realizar a escovação três vezes ao dia, após as refeições”, diz Maria Cecília.

O ideal é apresentar o fio dental às crianças desde cedo, mesmo que seu uso ainda não seja eficiente por causa dos espaços entre os dentes ou pela coordenação motora em desenvolvimento.

Já o uso de bochechos com antissépticos bucais para combater o mau hálito em crianças não é aconselhável. “O produto pode mascarar o problema, retardando a resolução definitiva, além de haver o risco de crianças menores o engolirem, pois nem sempre sabem cuspir”, diz a especialista.

Sinusite e amigdalite
Problemas respiratórios como sinusite e amigdalite são bastante comuns em crianças e eles podem causar mau cheiro bucal também. “Nesses casos, o mau hálito ocorre tanto pelo ar eliminado pela boca quanto pelas narinas e geralmente surge associado a outros sintomas como coriza, tosse ou febre. Esse tipo de halitose se resolve quando a infecção acaba”, diz a especialista.

Corpos estranhos no nariz
Quem é mãe sabe que não é tão incomum crianças pequenas inserem corpos estranhos no nariz, sendo esta também uma das causas de mau hálito infantil. “Geralmente esse é um diagnóstico realizado pelo médico otorrinolaringologista e a alteração no hálito cessa com a remoção do agente causador”, diz Maria Cecília.

Respiração bucal
Por conta dos inúmeros problemas respiratórios que as crianças costumam apresentar, a respiração bucal se torna algo corriqueiro na vida delas. “Respirar pela boca favorece a halitose, pois causa o ressecamento da mucosa bucal aumentando a descamação local. Assim, estas células descamadas se acumulam sobre a língua e acabam servindo de alimento para as bactérias bucais, que por sua vez, liberam gases ricos em enxofre, o grande responsável pela halitose bucal”, diz a especialista.

Bullying
O mau hálito é coisa séria e deve ser encarado desta forma pelos pais, pois pode trazer sérios problemas à autoestima e à vida social da criança, propiciando exclusão e até mesmo o “bullying”.

“Ao observar uma criança tímida ou insegura, os pais devem verificar se há relação entre estas características e o mau hálito. O impacto social provocado pela halitose prejudica a qualidade de vida, além de poder indicar a existência alterações na saúde que precisam ser diagnosticadas e tratadas”, diz Maria Cecília.

Fonte: Agência Beta Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade