Sorriso gengival, é possível corrigir?

22 dez 2017
08h00

Ao sorrir, a maioria da pessoas se preocupa em mostrar dentes alinhados, brilhantes e simétricos. Entretanto, existem vários outros fatores que determinam a beleza de um sorriso, e a quantidade de gengiva que expomos ao arcar os lábios é um deles.

Foto: Shutterstock.com

Existem pessoas que, ao sorrir, mostram uma quantidade de gengiva maior que o normal, em uma condição conhecida como sorriso gengival. Apesar de não estar relacionada com problemas funcionais na boca, esta característica é considerada por muitos um problema estético que pode gerar baixa autoestima.

Mas a boa notícia é que atualmente existem diversos tratamentos para remodelar o sorriso. Segundo o Dr. Sergio Kohen, vice-presidente da Associação Odontológica Argentina, cada paciente deve escolher, junto com o profissional, a melhor alternativa:

"Se pode optar por tratamento de ortodontia, cirurgia periodontal (cirurgia de gengiva) ou gingivoplastia, que é remodelagem gengival com o uso de eletrocirurgia ou lasers macios, desde que tenhamos muito tecido gengival para trabalhar", explica.

Seja qual for o tratamento realizado para corrigir o sorriso gengival, é preciso saber que este é um problema estético, e que é preciso avaliar os riscos e benefícios antes de escolher o procedimento.

Fonte: FF Este conteúdo é de propriedade intelectual do Terra e fica proibido o uso sem prévia autorização. Todos os direitos reservados.

compartilhe

publicidade
publicidade