Conheça os cuidados para pacientes especiais no dentista

Pessoas com necessidades especiais precisam de cuidados especiais na hora de manter um sorriso brilhante

5 set 2018
09h00

As primeiras dicas para cuidar da saúde bucal de um paciente especial são simples: o uso do fio dental e faça consultas periodicamente (pelo menos a cada 6 meses) com um dentista de confiança da família, temos que acabar de vez com o costume de só ir ao profissional quando estamos com problemas e sim ir preventivamente.

Foto: Livre

 

Pacientes especiais não entendem que devem ficar quietinhos durante uma consulta, sejam autistas, Down ou alguém com algum nível de hiperatividade acima do comum. E é aí que o profissional precisa entender que cada um desses pacientes tem sua própria vontade e velocidade. Veja os cuidados:

- Carinho: é comprovado que ser carinhoso com pacientes especiais reagem melhor quando são tratados com carinho pelos profissionais da saúde.

- Família: esses atendimentos são baseados em paciente, dentista e familiar próximo. É preciso sempre dar voz aos cuidadores, eles que irão guiar a melhor maneira de conseguir o objetivo: tratar a saúde bucal do paciente.

- Medir a dificuldade: é importante traçar a partir das informações dada pela pessoa próxima qual será o nível de dificuldade para a consulta para saber se apenas explicar o que irá acontecer basta ou se é preciso de algum tipo de contenção física para poder fazer os tratamentos.

- Último caso: a anestesia geral ou outro tipo de sedação devem ser feitas apenas quando todas as outras possibilidades estiverem extinguidas.

Fonte: FF

compartilhe

publicidade
publicidade