PUBLICIDADE

Pfizer entregará 14 milhões de doses até junho, diz Guedes

Segundo o ministro, farmacêutica informou ao governo brasileiro que aumentará a produção diária 5 milhões de doses da vacina

8 mar 2021 11h47
| atualizado às 12h08
ver comentários
Publicidade

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse na manhã desta segunda-feira, 8, que a Pfizer antecipará o cronograma e entregará 14 milhões de doses de vacina contra a covid-19 até junho. Segundo o ministro, isso representa um aumento no lote de curto prazo em 50%.

09/02/2021
REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa
09/02/2021 REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa
Foto: Reuters

"A solução para o Brasil é vacinar para manter imunidade da população e preservar sinais vitais da economia", afirmou Guedes.

Segundo o ministro, a Pfizer informou ao governo brasileiro que vai aumentar a produção diária de 1,5 milhão para 5 milhões de doses.

"O presidente da Pfizer disse que o Brasil é muito importante, são 200 milhões de brasileiros. Ele se comprometeu a olhar para essa expansão potencial e vai olhar com carinho futuros aumentos na produção do Brasil", completou.

Segundo Guedes, houve "problemas de escala" na negociação com a Pfizer. "Os dois lados reconhecem isso. Não fazia sentido 100 mil doses, isso não é numero para o Brasil", afirmou. "Os dois lados demoraram um pouco com as negociações, mas temos que olhar pra frente", completou.

Estadão
Publicidade
Publicidade