PUBLICIDADE

Entenda os benefícios da acidificação capilar para seus fios

Descubra quais sinais podem indicar que o seu cabelo está precisando de uma acidificação

20 jun 2024 - 18h27
(atualizado em 21/6/2024 às 10h51)
Compartilhar
Exibir comentários

Shampoo, condicionador, leave-in, óleo reparador de pontas, máscara de tratamento... Provavelmente, todos esses produtos já fazem parte do seu ritual de cuidados com os cabelos. Mas, você já ouviu falar em acidificante capilar? Sabia que ele pode fazer toda a diferença na beleza e na saúde das suas madeixas?

Saiba como age o acidificante capilar nos fios |
Saiba como age o acidificante capilar nos fios |
Foto: drobotdean/ / Boa Forma

Para você que ainda está perdido quanto ao que a acidificação capilar pode oferecer aos seus fios, a Boa Forma conversou com profissionais que explicaram o porquê desse procedimento ser considerado tão importante. Continue a leitura e entenda!

O que é acidificação capilar?

Isa Galvão, responsável pelos tratamentos realizados no Curly Space, salão da marca Curly Care, diz que a acidificação capilar é um tratamento que tem como objetivo equilibrar o pH dos fios, sendo especialmente útil para cabelos que passaram por processos químicos.

"Esse processo age repondo o pH, que é ácido, evitando a abertura da cutícula capilar e, dessa forma, permitindo que os cabelos possam absorver e reter água e nutrientes", esclarece a  Dra. Luciana Passoni, médica referência em ciências capilares e CEO da Passoni Clinic.

Para que serve acidificante capilar?

O acidificante capilar serve para combater a porosidade do cabelo, manter os ativos dos produtos por mais tempo nos fios e reequilibrar o pH.

De acordo com Galvão, os principais benefícios desse cuidado são:

  • Melhora da elasticidade e do frizz;
  • Brilho e suavidade;
  • Aumento da resistência;
  • Prevenção de pontas duplas e quebra;
  • Fortalecimento;
  • Proteção contra as agressões externas;
  • Melhora do ressecamento e do aspecto áspero;
  • Melhora na absorção de tratamentos;
  • Prevenção do desbotamento da cor em cabelos tingidos;
  • Equilíbrio do pH;
  • Fechamento das cutículas.

"O acidificante capilar reestabelece o pH, deixando-o entre 4,5 e 5,5, que é o ideal. Dessa forma, ele ajuda a fechar as cutículas capilares e resulta em fios mais saudáveis, brilhantes e, principalmente, mais alinhados, além de deixá-los mais fortes e protegidos contra agressões externas", afirma Isa.

Como fazer acidificação capilar?

Lave o cabelo com um shampoo adequado ao seu tipo de cabelo e, em seguida, aplique o acidificante. Deixe o produto agir pelo tempo indicado no rótulo.

Feito isso, é obrigatório passar uma máscara de tratamento e finalizar com o condicionador. Agora, é só finalizar do jeito que você mais gosta e aproveitar seus cabelos mais macios e soltos!

Vale lembrar que não é indicado utilizar o acidificante capilar em todas as lavagens. "A acidificação exagerada pode levar a um efeito rebote, fazendo com que o cabelo fique ainda mais danificado, ressecado e frágil. Por isso, é preciso ter cautela em relação ao uso desse produto", alerta Passoni.

Como saber se meu cabelo precisa de acidificação?

Os sinais que podem indicar que seu cabelo está precisando de uma acidificação incluem:

  • Porosidade excessiva: Para identificar a porosidade alta, observe se os seus fios estão absorvendo água e produtos rapidamente, mas com dificuldades de reter essa hidratação por um tempo prolongado.
  • Opacidade e falta de brilho: Quando as cutículas capilares estão muito abertas, elas acabam refletindo menos luz, tornando os cabelos opacos e sem vida.
  • Ressecamento: A acidificação capilar pode ajudar a diminuir o ressecamento e a aparência áspera das madeixas.
  • Desembaraço difícil: Seu cabelo está embaraçando facilmente e formando nós difíceis de serem removidos? A culpada pode ser a alta porosidade.
  • Muito frizz: Esse procedimento contribui para o alinhamento, reduzindo a eletricidade estática e aqueles fios rebeldes que insistem em ficar fora do lugar.

"Importante: para cabelos que estão extremamente danificados e frágeis e que tiveram corte químico ou térmico, a acidificação não é recomendada", revela Isa.

Qual a frequência ideal para realizar a acidificação capilar?

"Quanto a frequência de uso do acidificante, esta irá variar de acordo com a situação do cabelo. Fios que foram submetidos a tratamentos químicos e estão porosos e quebradiços podem receber o acidificante uma vez por semana. Se não estiverem tão danificados, uma ou duas vezes por mês é o suficiente", orienta a médica.

Compre agora

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade