0

Oxford recruta mais de 10 mil voluntários para testes com vacina para covid-19

Fase 1 do estudo da universidade teve a participação de mais de 1 mil voluntários; resultado da fase 2 vai depender de infecção de participantes e pode ser divulgado em até seis meses

22 mai 2020
10h49
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

SÃO PAULO - A Universidade de Oxford anunciou nesta sexta-feira, 22, que está recrutando mais de 10 mil voluntários do Reino Unido para a realização das próximas fases de um estudo para testar uma vacina para o novo coronavírus, a covid-19. O grupo iniciou testes com o imunizante no mês passado com mais de 1 mil pessoas.

Para a fase 2, os pesquisadores vão avaliar a resposta do sistema imunológico em um grupo que vai incluir crianças de 5 a 12 anos e idosos. Segundo a instituição, os participantes da fase 1 estão sendo acompanhados e a meta é atingir até 10.260 voluntários nas fases 2 e 3 da pesquisa.

Além de verificar a eficácia do imunizante, a etapa vai avaliar se as doses causam efeitos colaterais considerados inaceitáveis. Até o final do estudo, os participantes não vão saber se receberam a nova vacina ou um imunizante que será utilizado como controle.

Outro objetivo da pesquisa é analisar os efeitos da vacina em pessoas com mais de 55 anos, que não participaram da fase 1. A vacinação deve ser realizada até junho.

De acordo com a universidade, a divulgação dos resultados vai depender do número de infecções dos voluntários. Caso haja diminuição nos índices de transmissão do vírus, a divulgação pode demorar até seis meses. A fase 3 terá terá a participação de pessoas com mais de 18 anos.

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade