PUBLICIDADE

Importância de cuidar da saúde e evitar doenças

Especialista explica a importância de cuidar da saúde e evitar doenças e falta de qualidade de vida

18 jun 2024 - 19h09
Compartilhar
Exibir comentários

Manter-se saudável deveria estar no topo da lista das prioridades da população mundial. Afinal, preservar a saúde é o ponto de partida para obter longevidade e qualidade de vida. No entanto, ao longo deste processo, frequentemente os bons hábitos se perdem em decorrência de uma má alimentação por conta da correria do dia a dia e até dos finais de semana, o que leva ao esquecimento de uma das práticas mais importantes para a saúde: a prevenção.

Segundo a médica especialista em obesidade e emagrecimento, Nayara Mendonça, a prevenção é fundamental para preservar a saúde e evitar doenças. "É sempre melhor investir na saúde, do que gastar com a doença".

[caption id="attachment_4561" align="alignnone" width="300"]

_Importância de cuidar da saúde e evitar doenças
_Importância de cuidar da saúde e evitar doenças
Foto: Sou Mais Bem Estar

©YakobchukOlena de Getty Images via Canva.com[/caption]

Ela ressalta que ter na rotina uma alimentação equilibrada é necessário para preservar o corpo e a mente saudáveis, afinal, os alimentos que consumimos são responsáveis por fornecer o aporte nutricional necessário para as funções do organismo.

"Os alimentos que ingerimos pode determinar as chances de desenvolvermos algumas doenças e do fortalecimento da nossa imunidade; por isso, focar em uma alimentação mais saudável é essencial".

Nayara alerta que uma grande parcela da população está vivendo com o corpo inflamado e isso por der um ponto de atenção. "A inflamação atua como uma resposta natural do organismo em casos de infecções, lesões ou exposição a substâncias prejudiciais. Ela funciona como um aviso para que o corpo aja combatendo uma ameaça ou agente externo. No entanto, às vezes, a ameaça nem existe e o corpo está trabalhando como se ela estivesse ali, em um estado permanente de alerta. Esse tipo de inflamação, que é chamada de crônica, costuma estar relacionada a hábitos de vida ruins, como consumo excessivo de ultra processados, sono desregulado, tabagismo e estresse contínuo", afirma.

A afirma que é fundamental saber quais são os sinais do corpo inflamado, pois eles podem indicar desequilíbrios e problemas subjacentes que precisam ser abordados. "Dores articulares, inchaço, problemas digestivos, fadiga, depressão, ansiedade, insônia, imunidade enfraquecida, e alteração de humor são comuns em quadros de inflamação", finaliza a especialista.

Sou Mais Bem Estar
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade