PUBLICIDADE
AO VIVO
'Paris É Delas' discute machismo, padrões estéticos e o poder das referências femininas

Amamentar pode reduzir risco de câncer de ovário, diz estudo

Compartilhar
Exibir comentários

Aleitamento materno não traz benefícios apenas para os bebês. De acordo com pesquisadores australianos, mulheres que amamentam por, pelo menos, 13 meses têm 63% menos probabilidade de desenvolver câncer de ovário em comparação com as que seguiram a recomendação por menos de sete meses. Os dados foram mencionados na publicação American Journal of Clinical Nutrition e divulgados pelo jornal Daily Mail.

<div>&nbsp;</div><div>Mulheres que amamentam por, pelo menos, 13 meses têm 63% menos probabilidade de desenvolver câncer de ovário, diz estudo</div>
 Mulheres que amamentam por, pelo menos, 13 meses têm 63% menos probabilidade de desenvolver câncer de ovário, diz estudo
Foto: Shutterstock
 
A pesquisa analisou 493 mães diagnosticadas com câncer de ovário e as comparou com 472 voluntárias saudáveis de idade similar. Constatou-se também que, quanto mais crianças amamentavam, maior era o benefício. As que tiveram três filhos e forneceram seu leite por 31 meses ou mais diminuíram em 91% as chances de um tumor. 
 
A explicação é que a amamentação retarda a ovulação e os cientistas acreditam que um maior número de ovulações aumenta o risco de formação de células mutantes devido à exposição a altos níveis de estrogênio. 
 
 
Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade