PUBLICIDADE

Dor no nervo ciático: o que é, sintomas e como amenizar

O incômodo pode até mesmo se tornar incapacitante, se não tratado adequadamente. Veja como evitá-lo!

2 ago 2023 - 13h03
Compartilhar
Exibir comentários

O nervo ciático é o maior nervo do corpo humano, tendo início na região da coluna lombar, se estendendo para as pernas, passando pelos joelhos e chegando até os pés.

Ortopedista ressalta a importância dos hábitos saudáveis para a prevenção da dor ciática |
Ortopedista ressalta a importância dos hábitos saudáveis para a prevenção da dor ciática |
Foto: jcomp/Freepik / Boa Forma

Quando comprimido ou inflamado, essa estrutura importante do nosso corpo causa um desconforto (ciatalgia) que costuma se manifestar por toda a sua extensão. Além disso, o Dr. André Evaristo Marcondes, ortopedista e especialista em coluna do Núcleo de Medicina Avançada do Hospital Sírio-Libanês, conta que o problema pode variar de intensidade, indo de leve até níveis insuportáveis.

Seus principais sintomas são: dor nas costas que se torna pior ao realizar alguns movimentos, como dobrar, sentar e espirrar, sensação de formigamento nas pernas ou glúteos, choques e queimação na região afetada e fraqueza muscular.

Segundo a Sociedade Europeia da Coluna, muitos casos de dor no nervo ciático se manifestam de forma aguda, surgindo de repente e se resolvendo sem a necessidade de tratamento e em até seis semanas. Entretanto, quando o quadro persiste por mais de três meses, ele passa a ser considerado crônico.

"Existem situações em que o problema foi tratado e a dor não responde, isso significa que o caso evoluiu para um quadro de dor crônica complexa e intratável, uma das complicações mais temidas desse tipo de lesão. Nesse cenário, será preciso uma intervenção específica para essas dores", afirma André.

DOENÇAS RELACIONADAS

A dor no nervo ciático pode ser um indicativo de diversas patologias que provocam a compressão desse nervo, por exemplo, hérnia de disco, degeneração discal, espondilolistese e estenose do canal lombar.

Apesar disso, de acordo com o ortopedista, o disco herniado é o responsável na maioria das vezes. "Isso porque, além de causar compressão, o material do seu núcleo pode vazar e causar irritação ao nervo, devido sua composição química", diz.

COMO EVITAR E ALIVIAR?

A melhor medida para prevenir a dor no nervo ciático é a adoção de hábitos saudáveis para a manutenção do peso e da postura. Alongamento, fortalecimento muscular da região abdominal e costas e caminhada são exemplos de exercícios físicos simples que contribuem para a sustentação da coluna e evitam o desgaste dos discos intervertebrais.

Agora, se você já está sofrendo com o desconforto, algumas indicações podem ser úteis para amenizá-lo:

  • Não ficar muito tempo na mesma posição;
  • Fazer compressas frias ou quentes;
  • Utilizar colchões firmes, mas não  muito duros ou macios demais;
  • Realizar alongamento de lombar e pernas, sempre tomando as precauções necessárias para não machucar e agravar a situação;
  • Tomar medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios, anti-depressivos específicos e anti-convulsivantes, com a orientação de um profissional de saúde;
  • Apostar em terapias complementares, como a acupuntura.

"Essas dicas ajudam a aliviar o quadro de dor, que pode durar até seis semanas, mas é imprescindível procurar um médico para identificar a manifestação da dor ciática. Dessa forma, a ação será na causa, com consequente cura ou melhora do sintoma", conclui o Dr. André Evaristo.

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade