7 eventos ao vivo

Pais fumantes aumentam risco de infarto nos filhos

Estudo conclui que 57% dos filhos de pais fumantes têm nicotina no sangue e correm quatro vezes mais perigo de sofrerem de doenças do coração

25 mar 2015
10h27
atualizado às 10h52
  • separator
  • 0
  • comentários

Uma pesquisa finlandesa da Universidade de Turku concluiu que filhos de pais fumantes têm quatro vezes mais chance de desenvolver doenças de coração na vida adulta. E, ao contrário do que muitas pessoas pensam, o resultado é igual mesmo para os pais que tentam manter as crianças longe da fumaça do cigarro. Os dados são do site inglês Daily Mail.

Presença de nicotina no sangue pode ajudar a criar placas nas artérias e dificultar a passagem do sangue
Presença de nicotina no sangue pode ajudar a criar placas nas artérias e dificultar a passagem do sangue
Foto: iStock

Siga Terra Estilo no Twitter

A pesquisa retirou amostras de sangue de crianças finlandesas em 1980 e 1983. Depois, em 2001 e 2007, foram feitos exames de ultrassom nas artérias carótidas e, por fim, em 2014, os pesquisadores mediram os níveis de nicotina no sangue dos participantes. 

Então, concluíram que 84% das crianças que não tinham pais fumantes também não tinham nenhum traço de nicotina no sangue, enquanto este número caiu para 62% em filhos de um pai fumante. E, em famílias com pai e mãe fumantes, apenas 43% não tinham sinais de nicotina no sangue, ou seja, 57% das crianças possuiam a substância no corpo.

Isso significa que elas têm muito mais chances de terem a artéria carótida - veia que leva oxigênio para cabeça, cérebro e face - obstruída por placas na idade adulta. Estas placas são depósitos de gordura e de células que se acumulam nas paredes da veia e tornam mais difícil a passagem de sangue por ali. Com isso, aumenta as chances de desenvolver aterosclerose que pode resultar em infarto e AVC.  

 

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade