2 eventos ao vivo

Esponja de cozinha é mais suja do que privada, diz estudo

  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Sabe qual o item mais sujo da casa? A esponja de cozinha. Ela pode conter até 200 vezes mais germes e bactérias do que o assento sanitário, por exemplo. A informação vem de uma reportagem feita pela rede inglesa BBC e aponta que o objeto pode conter até mesmo bactéria que está ligada a casos de paralisia.

Existem 10 milhões de bactérias por metro quadrado na esponja de cozinha
Existem 10 milhões de bactérias por metro quadrado na esponja de cozinha
Foto: Getty Images

Veja o que a pesquisa constatou:

Estudos apontam que existem 10 milhões de bactérias por metro quadrado na esponja de cozinha. Esse número é de um milhão nos panos usados na cozinha;

O alerta também vai para roupas e toalhas, que podem conter microorganismos prejudiciais à saúde;

Um levantamento feito em 180 casas em diversos países (Australia, Canadá, Alemnaha, Índia, Malásia, Arábia Saudita, África do Sul, Inglaterra e Estados Unidos) mostrou que os banheiros passaram no teste de limpeza em 70% dos casos;

Já apenas 6% das pias verificadas mostraram boas condições de higiene, segundo a pesquisa;

O interior das geladeiras também passaram no 'teste'em 40% das casas analisadas. Já panos usados na cozinha foram identificados como perigosamente sujos em 36% das casas ;

Segundo o Global Hygiene Council, entidade que reúne especialistas em todo o mundo para discutir normas e procedimentos de limpeza em vários aspectos, sugere que esponjas de cozinha devem ser lavadas em água com temperatura superior a 60C para matar germes e que isso deve ser feito regularmente;

 Especialistas sugerem o uso de lenços umedecidos com propriedades antibacterianas para conter a contaminação com batérias;

Além da pia, tábuas usadas na manipulação de alimentos devem ser desinfetadas;

Manter as mãos limpas e lavá-las entre o manuseio de diferentes itens ou materiais também deve ser hábito para diminuir os níveis de contaminação da cozinha;

Não devem ser esquecidas a limpeza de itens que são muito manuseados, como puxadores, maçanetas, interruptores;

Pesquisador de microbiologia da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, Charles Gerba afirma que o assento sanitário é uma das áreas menos perigosas da casa em relação aos riscos de contaminação. Isso devido aos cuidados com a limpeza e à pouca manipulação do objeto;

Segundo especialistas, a bactéria campylobacter, ou bactéria retorcida, comumente encontra em esponjas de cozinha, pode causar paralisia, comprometendo os movimentos pois afeta os nervos periféricos.

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
Fonte: Ponto a Ponto Ideias Ponto a Ponto Ideias
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade