PUBLICIDADE

Câncer de próstata: demora para ir ao médico dificulta cura

Pesquisa mostra que homens fazem menos consultas preventivas do que mulheres. Diagnóstico precoce é importante para curar câncer de próstata

17 nov 2022 - 14h07
(atualizado às 15h09)
Compartilhar
Exibir comentários
Câncer de próstata: demora para ir ao médico dificulta cura
Câncer de próstata: demora para ir ao médico dificulta cura
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

O dia 17 de novembro é definido como o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Esta é mais uma oportunidade, em meio ao Novembro Azul, de promover ações de conscientização sobre a doença que mais atinge os homens brasileiros. Cerca de 29,2% da população masculina com alguma neoplasia no país é atingida pelo tumor na próstata, conforme dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

A doença não apresenta sintomas quando está no estágio inicial, fase em que há 90% de chances de cura. Esse percentual diminui conforme a doença avança, por isso estar atento aos sintomas e ter acompanhamento médico regular são atitudes importantes.

Resistência em cuidar da saúde

No entanto, os homens ainda estão ficando para trás quando o assunto é cuidar da saúde. Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Urologia apontou que, no período de 1 ano, cerca de 82% das mulheres foram ao médico pelo menos uma vez, contra apenas 69% dos homens.

Além disso, o assunto é gatilho com potencial de causar problemas à saúde mental. Segundo uma avaliação realizada pela Abbott Laboratories, cerca de 46% dos homens ficam ansiosos antes da consulta com o urologista e 50% têm medo de descobrir um problema sério de saúde. 

"Isso nos mostra que a possibilidade de um diagnóstico positivo pode causar sintomas mais severos na saúde mental desses homens. Também é preocupante o fato de que, após anos de estudo, os homens ainda têm grande resistência aos cuidados com a saúde", afirma Ines Hungerbühler, psicóloga, PhD e líder do time clínico do Wellz.

"Cuidar e prevenir questões de saúde mental é muito importante em casos de diagnósticos oncológicos. O câncer de próstata, especificamente, é uma experiência com grande impacto emocional nos homens, podendo levar à depressão e crises de ansiedade", acrescenta a especialista.

A avaliação, realizada pela Abbott em parceria com a Men's Health Network, entrevistou dois mil homens cisgêneros, e mostrou que 52% dos entrevistados costumam ir a um médico quando algo precisa ser "consertado". A maioria (63%) relatou que a dor prolongada e grave é o que faz eles decidirem irem a uma consulta médica. Episódios de vômito, sangramento ou coceira por si só não são fatores suficientes.

Sintomas do câncer de próstata

Essa falta de preocupação com a saúde pode atrasar o diagnóstico do câncer, diminuindo as chances de sucesso do tratamento. O Inca reforça que, na fase inicial, o tumor pode não apresentar sintomas. Mas, quando apresenta, os sintomas mais comuns são:

  • Dificuldade para urinar
  • Demora em começar e terminar de urinar;
  • Sangue na urina;
  • Diminuição do jato de urina;
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.

Esses sintomas são motivos de alerta, mas não de preocupação. Isso porque eles também podem indicar a presença de doenças benignas da próstata, como a hiperplasia e a prostatite. Na presença desses sinais, a recomendação é realizar exames para investigar a chance de câncer de próstata.

Saúde em Dia
Compartilhar
Publicidade
Publicidade