PUBLICIDADE

Comer banana verde e evitar sucos ajuda na dieta

Após pesquisar por mais de 15 anos, Rodney Bilton elaborou uma série de dicas alimentares que colaboram para o peso ideal e saúde

16 jul 2014 07h32
| atualizado às 09h43
ver comentários
Publicidade
<p>A frutose, açúcar contido nas frutas, em exagero faz mal</p>
A frutose, açúcar contido nas frutas, em exagero faz mal
Foto: Getty Images

O professor de bioquímica da Universidade Liverpool John Moores, Rodney Bilton, passou 15 anos pesquisado qual seria a dieta saudável para o ser humano e fez grandes descobertas publicadas no jornal Daily Mail. Confira a seguir:

Siga Terra Estilo no Twitter

Perigo real dos sucos
Nossos corpos têm capacidade limitada para lidar com altos níveis de frutose - o açúcar da fruta encontrado em sucos, smoothies e xarope de milho. A alta ingestão de frutose altera os processos normais do corpo de controle de açúcar no sangue e estimula a produção de insulina para usar ou armazenar a glicose.

Gordura como vilã
Durante muito tempo, nos foi dito que o excesso de gordura - a gordura saturada particularmente - é ruim para a saúde. Como resultado, muitas pessoas têm tentado reduzir a quantidade, o que levou a um aumento no consumo de carboidratos refinados, como arroz branco, massas e pães, que podem ser ligados a um forte aumento na obesidade.

A gordura nos deixa saciado por mais tempo. Além disso, as refeições ricas em gordura promovem a liberação do hormônio glucagon do pâncreas, responsável pela quebra de gordura corporal. 

Coma bananas verdes
Juntamente com grãos integrais e legumes, a fruta contem amido resistente, que não é digeria no intestino delgado, mas sim absorvido lentamente pelo corpo, fermentado por bactérias no cólon e transformado em energia de longa duração.  

O amido resistente é carboidrato, mas ao contrário da maioria, não faz o nível do açúcar no sangue subir. Também estimula a liberação de um hormônio, o glucagon, que aumenta a velocidade de queima de gordura no organismo. As bananas verdes são essenciais em uma dieta de redução de peso. 

No mundo ocidental, comemos em média de 3 g a 7 g de amido resistente por dia. Instituições especializadas, como a Commonwealth Scientific e Industrial Research Organisation, sugere o consumo de pelo menos 20 g por dia.

Não amasse as batatas
Manter a nossa ingestão de açúcar em níveis baixos é importante para a cintura e a saúde geral. Enquanto o óbvio a fazer é cortar bebidas açucaradas e alimentos processados, devemos considerar como preparamos os alimentos, pois podemos alterar a quantidade de açúcar liberado no sangue. Uma batata libera 25% mais açúcar quando é cozida e amassada, em comparação de quando é cortada em lascas. 

Batatas contêm grandes grânulos de amido, o aquecimento e moagem destroem a membrana que envolve o amido. Qualquer prensagem ou moagem do alimento acelera a velocidade em que o açúcar é liberado no sangue, o que torna mais fácil a absorção pelo organismo. Assar ou fritar a batata significa que a alimento liberará menos açúcar do que o purê. O mesmo vale para os sucos de frutas. 

Acrescente água quando fritar
A maioria das pessoas usa óleo para cozinhar, no entanto, o produto ao ser aquecido produz substâncias tóxicas que podem aumentar o risco de câncer e doenças cardíacas. O azeite de oliva é melhor ser usado como tempero na salada do que na cozinha. Uma dica para fritar é adicionar uma pequena quantidade de água.

<p>Tomar água faz parte de uma dieta saudável</p>
Tomar água faz parte de uma dieta saudável
Foto: Getty Images
Beba água contra dores nas costas
Uma pesquisa nos EUA mostrou que 75% das pessoas vivem cronicamente desidratadas. Além de causar inchaço, a falta de líquidos prejudica as costas. Estudos preliminares sugerem que beber de oito a dez copos de água por dia poderia aliviar significativamente as dores nas costas e juntas para 80% das pessoas. 

A desidratação faz com que o sangue e fluídos fiquem mais grossos, assim como os cristais de ácido úrico (uma substância normalmente eliminada na urina) se acumule nas juntas. Um leve estado de desidratação diminui a taxa metabólica em até 3% e pode ter um papel no ganho de peso. E cada gota de água consumida faz com que os rins gastem calorias para remover o excesso de água do nosso corpo. 

Beber cinco copos de água por dia pode reduzir o risco de câncer no cólon em 92%, de acordo com um estudo publicado no International Journal of Cancer, em 1999. A mesma quantidade de água pode diminuir o risco de câncer de bexiga em 49%.

Cuidado com o tofu
Os vegetarianos que consomem tofu e queijo de soja como substituto total para a carne se colocam em risco de deficiências minerais. Os produtos são feitos a partir de grãos de soja ricos em uma substância chamada ácido fítico, que pode bloquear a absorção de minerais essenciais tais como cálcio, magnésio, cobre, ferro e zinco.

Os japoneses evitam o problema por comerem tofu combinados a produtos de soja de feijão, fermentados com cepas da bactéria bacillus subtilis, que diminuem o teor de ácido fítico desses alimentos. Vegetarianos também tendem a obter proteínas de alimentos processados, porém todos que contêm óleo vegetal invariavelmente têm gorduras hidrogenadas e devem ser evitados por elevarem os riscos de diabetes, doenças cardíacas e câncer.

 

 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade