PUBLICIDADE

Consumo excessivo de refrigerante diet pode ser um veneno para o cérebro, alerta neurocientista

Adoçantes sintéticos oferecem maior risco no desenvolvimento de diabetes tipo 2, elevando chance de Alzheimer

12 fev 2024 - 11h08
(atualizado às 11h09)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: iStock

O popular neurocientista Robert WB Love usou seu perfil no Instagram para revelar aos seus mais de 1 milhão de seguidores que o refrigerante diet, diferente do que se acha, pode ser extremamente prejudicial para a saúde, principalmente a do cérebro.

Apesar da composição livre de açúcares, o especialista explica que os refrigerantes dietéticos são adoçados com aspartame, adoçante artificial cerca de 200 vezes mais doce que o açúcar comum. 

“As pessoas pensam que é uma substituição saudável, mas é muito, muito ruim. Não é bom para as bactérias intestinais e está associado a muitos efeitos colaterais negativos, incluindo o câncer em animais”, destacou o neurocientista.

7 frutas diuréticas para desinchar e acabar com a retenção de líquido 7 frutas diuréticas para desinchar e acabar com a retenção de líquido

De acordo com o especialista, pesquisas comprovaram que o adoçante sintético oferece maior risco de desenvolver diabetes tipo 2. “É muito prejudicial [para o cérebro]. Qualquer fator que aumente o risco de diabetes eleva o risco de doença de Alzheimer. E o refrigerante diet definitivamente pode fazer isso”, afirmou o neurocientista.

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade