PUBLICIDADE

Como saber se estou ovulando? Conheça 4 sinais

Especialista em reprodução humana explica como estimar os dias férteis

29 mai 2024 - 18h09
Compartilhar
Exibir comentários

A ovulação é uma etapa do ciclo menstrual que acontece quando o ovário libera um óvulo maduro, pronto para ser fecundado. De acordo com o  Dr. Fernando Prado, especialista em Reprodução Humana, membro da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (ASMR) e diretor clínico da Neo Vita, esse processo, que ocorre mensalmente, é mais fácil de ser previsto em pessoas que apresentam uma regularidade na menstruação.

Confira 4 sinais de ovulação |
Confira 4 sinais de ovulação |
Foto: freepik/Freepik / Boa Forma

"Na teoria, a ovulação acontece no meio do seu ciclo menstrual, então, em um ciclo confiável de 28 dias, ovula-se no 14º dia. Mas nem todas as mulheres ovulam exatamente 14 dias antes da próxima menstruação. Os ciclos têm durações diferentes e podem ter variações mensais, então é melhor pensar que você provavelmente ovulará quatro dias antes ou depois do ponto médio do seu ciclo menstrual", explica ele.

O médico afirma que existem alguns sinais que podem indicar que você está ovulando. No entanto, eles podem ser bastante sutis e, por isso, enquanto umas pessoas conseguem identificá-los facilmente, outras podem nem perceber. Também é fundamental ter em mente que nem todas recebem os mesmos sinais.

Como saber se estou ovulando?

Alterações na temperatura corporal basal

O Dr. Fernando conta que, durante a ovulação, a temperatura do corpo pode apresentar um aumento de meio a um grau. "Para notar isso, é necessário um termômetro realmente bom. Além disso, é preciso conhecer e acompanhar sua temperatura corporal normal individuai (medida no início do dia, antes de sair da cama). Caso contrário, essa alteração provavelmente passará despercebida", fala.

Alterações no colo do útero

Quando a ovulação começa a se aproximar, o colo do útero fica mais dilatado e um pouco macio. "É difícil de sentir, então, não é a principal maneira de saber que você ovulado. Mas, se você estiver ultra familiarizada com seu corpo, isso pode dar pistas interessantes sobre quando ocorre a ovulação", enfatiza.

Alterações no muco cervical

Um pouco antes da ovulação, o muco cervical tende a se tornar mais fino e escorregadio. Mas, o ginecologista ressalta que nem todas as pessoas que menstruam apresentam uma quantidade considerável desse muco, o que pode dificultar a identificação do sinal.

Pontada na barriga

Se você percebeu uma pontada na parte inferior da barriga, saiba que isso pode indicar que o óvulo foi liberado pelos ovários. "Porém, nem todas as pessoas sentem isso", aponta o especialista.

Teste de ovulação de farmácia funciona?

Nas farmácias, é possível encontrar testes de ovulação que podem ajudar a prever esse processo natural do corpo. "Eles verificam os níveis de um hormônio chamado de hormônio luteinizante (LH). O aumento desse hormônio é o que causa a ovulação", esclarece Prado.

Além disso, também existem dispositivos de monitoramento da fertilidade. "Esses dispositivos leem seus hormônios, geralmente por meio de um bastão em que você faz xixi, para indicar sua janela mais fértil. Alguns dizem em quais dias fazer o teste e indicam se é um dia de alta ou baixa fertilidade", detalha.

Como estimar os dias mais férteis?

Ao contrário do que muitos acham, ovulação e dias férteis não são sinônimos. "A ovulação é um evento - a liberação do óvulo - e não demora muito, cerca de 12 a 24 horas. Já os dias férteis são uma janela", afirma.

Segundo o Dr. Fernando, os dias mais férteis são os dois que antecedem ou seguem a ovulação. "O espermatozoide pode sobreviver em seu corpo por três a cinco dias, enquanto um óvulo sobrevive apenas cerca de 24 a 48 horas depois de deixar o ovário. Então, o espermatozoide pode estar esperando que o óvulo seja liberado", pontua.

Ou seja, se você tiver relação sexual até cinco dias antes da ovulação, ainda possui chances de engravidar.

"Além da ovulação ser um processo extremamente complexo e, por vezes, difícil de prever, existem uma série de fatores que podem interferir na fertilidade. E alguns casos podem ser mais sérios e urgentes, já que o fator tempo é preocupante, principalmente para mulheres após os 35 anos. Então, não hesite em buscar ajuda profissional", conclui.

Boa Forma
Compartilhar
Publicidade
Publicidade