PUBLICIDADE

Como evitar a queda de cabelo: 5 vitaminas essenciais

Dermatologista explica de que maneira alguns nutrientes podem fortalecer os fios do couro cabeludo

20 dez 2021 11h00
ver comentários
Publicidade
Saiba como evitar a queda de cabelo
Saiba como evitar a queda de cabelo
Foto: Shutterstock / Saúde em Dia

Saber como evitar a queda de cabelo é algo que muitas pessoas gostariam de saber. Seja por problemas de saúde, acúmulo de estresse o mesmo por causa da genética, alguns indivíduos - homens e mulheres - sofrem bastante com a perda dos fios do couro cabeludo. Afinal, isso interfere diretamente na estética facial e, consequentemente, na autoestima de grande parte da população.

O que, talvez, algumas pessoas não saibam é que com a alimentação e a suplementação, é possível abastecer o organismo com nutrientes que fortalecem o couro cabeludo e evitam a queda de cabelo.

"Uma má alimentação e carências nutricionais podem afetar a saúde capilar, causando até mesmo queda. Como o cabelo não é um órgão ou tecido vital, seu corpo nunca priorizará suas necessidades nutricionais. Portanto, devido à natureza descartável do cabelo, um desequilíbrio nutricional geralmente afeta primeiro o cabelo, causando fraqueza e queda. Nesses casos, é recomendado o uso de suplementos e vitaminas sempre com orientação médica", explica a dermatologista Dra. Patrícia Mafra, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Confira as 5 principais vitaminas que possuem essa funcionalidade:

Biotina

"Níveis baixos podem causar perda de cabelo, erupções cutâneas e unhas quebradiças. Seus níveis podem estar mais baixos se você estiver grávida, amamentando ou tomando certos antibióticos ou medicamentos para epilepsia. A maioria das pessoas obtém biotina suficiente em sua dieta. Na maioria das vezes, não há necessidade de suplementação. A biotina pode ser encontrada nas gemas de ovo e nos grãos inteiros", explica a dermatologista.

Ferro

"Os sintomas incluem fadiga, pele pálida e perda de cabelo. Pacientes que correm mais risco de ter baixo teor de ferro são mulheres que têm menstruações abundantes, pessoas com doenças crônicas, além de pacientes veganos ou vegetarianos, com dieta desequilibrada", explica a Dra. Patrícia. Alguns alimentos que são naturalmente ricos em ferro incluem: carne vermelha, folhas verdes (espinafre) e leguminosas (feijão).

Vitamina C

"Comer alimentos que contêm ferro, ao mesmo tempo que um alimento que contém vitamina C, o ajudará a absorver melhor o ferro desse alimento", diz a Dra. Patrícia. Algumas boas fontes são: frutas cítricas (laranja, limão, kiwi), folhas verdes e pimentões.

Vitamina D

"Sua pele produz vitamina D quando você recebe luz solar, mas muitas pessoas não conseguem obter o suficiente apenas com o sol. O melhor é suplementar com orientação médica. Estudos apontam que a carência de vitamina D pode interferir no ciclo de crescimento do folículo capilar, justamente porque ela age na fase de crescimento. Manter um ciclo de cabelo saudável é vital para cabelos mais grossos, saudáveis e cheios", explica a Dra. Patrícia.

Zinco

"Você precisa obter zinco por meio de alimentos ou suplementos. Os sinais de baixos níveis de zinco incluem perda de cabelo, má cicatrização de feridas e paladar ou olfato fraco. Mulheres grávidas ou amamentando, por influências hormonais, podem correr o risco de estar com o teor baixo de zinco, além de pacientes com doenças intestinal e renal", explica a Dra. Patrícia. Alimentos que são fontes de zinco incluem: ostras, feijões, nozes e sementes.

Saúde em Dia
Publicidade
Publicidade