PUBLICIDADE

7 benefícios das ervas medicinais para a saúde

Veja como elas favorecem o funcionamento do corpo e ajudam a prevenir doenças

22 mai 2024 - 19h04
(atualizado em 22/6/2024 às 21h27)
Compartilhar
Exibir comentários

O uso de plantas medicinais para a saúde é uma prática ancestral, presente em várias culturas ao longo dos séculos. Com a crescente valorização das abordagens naturais e holísticas, tem ganhado mais popularidade.

O consumo de ervas medicinais traz diversos benefícios para a saúde
O consumo de ervas medicinais traz diversos benefícios para a saúde
Foto: Tatevosian Yana | Shutterstock / Portal EdiCase

"Chás de ervas em infusão são fontes de compostos bioativos que, associados a hábitos de vida saudáveis, oferecem benefícios à saúde de forma geral", diz Isabela Xavier, nutricionista consultora da Leão Alimentos e Bebidas. 

A seguir, veja 7 benefícios do uso de ervas medicinais para a saúde! 

1. Auxiliam a digestão

Ajudam a aliviar desconfortos gastrointestinais e a promover uma função digestiva saudável. Ervas como a camomila e a erva-doce, por exemplo, reduzem gases e inchaços, enquanto o boldo trata a indigestão. Gengibre e hortelã estimulam a produção de sucos digestivos, melhorando a digestão e a absorção de nutrientes.

2. Fortalecem o sistema imunológico

O chá de certas ervas, como o guaco, é conhecido por suas propriedades imunoestimulantes. Ele pode fortalecer o sistema imunológico e tornar o organismo mais resistente a infecções e doenças. Conforme a farmacêutica Paula Molari Abdo, o sistema imunológico é composto por uma série de células que mantêm a defesa do corpo, protegendo o organismo contra doenças e infecções causadas por agentes externos como bactérias, vírus e parasitas. Quando a imunidade está baixa, o corpo encontra dificuldade para se proteger, deixando o organismo mais exposto às chamadas doenças oportunistas.

3. Propriedades antioxidantes

O alecrim, o orégano e o chá verde são reconhecidos por suas propriedades antioxidantes, capazes de neutralizar células instáveis que podem causar danos ao organismo e contribuir para o desenvolvimento de doenças crônicas. "Um dos processos que pode aumentar a velocidade de envelhecimento é a oxidação das moléculas do organismo. A bebida [chá verde] atua justamente nesse aspecto, protegendo contra os radicais livres", explica Alex Botsaris, clínico-geral e especialista em doenças infecciosas e membro do Programa Estadual de Plantas Medicinais da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro (SES/RJ). 

4. Redução do estresse e da ansiedade

Ervas como valeriana, passiflora e lavanda possuem propriedades calmantes que contribuem para a redução do estresse e da ansiedade, proporcionando um estado de relaxamento e tranquilidade e equilíbrio emocional. A herborista e consultora de fitoterapia Sabrina Jeha recomenda o hábito de tomar duas xícaras de chá após as 17h ou antes de dormir. "É a pausa que se faz necessária após um dia estressante", completa.

O chá de canela tem propriedades antioxidantes e auxilia no controle de açúcar no sangue
O chá de canela tem propriedades antioxidantes e auxilia no controle de açúcar no sangue
Foto: NewFabrika | Shutterstock / Portal EdiCase

5. Controle do açúcar no sangue 

Os chás auxiliam no controle dos níveis de açúcar no sangue, pois algumas ervas contêm compostos que influenciam e melhoram a sensibilidade do organismo à insulina, como é o caso da canela e da cúrcuma. "A canela tem propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias, antidiabéticas, antifúngicas e antibacterianas, além de melhorar náuseas e diarreia", explica a farmacêutica Paula Molari Abdo. 

6. Auxilia a saúde cardiovascular

As ervas medicinais oferecem diversos benefícios à saúde cardiovascular, pois possuem propriedades vasodilatadoras, melhorando assim a circulação sanguínea. Além disso, o chá verde, por conter antioxidantes, auxilia na neutralização dos radicais livres, o que também contribui para a proteção do coração.

7. Propriedades anti-inflamatórias

Diversas ervas apresentam propriedades anti-inflamatórias, destacando-se a cúrcuma, o gengibre e o alecrim. Os compostos presentes nessas ervas atuam como poderosos agentes anti-inflamatórios. Por exemplo, a curcumina, um componente ativo da cúrcuma, contribui para a redução da inflamação associada a condições como artrite e doenças cardiovasculares.

Riscos do consumo em excesso

Embora tenham muitos benefícios, os chás de ervas medicinais precisam ser ingeridos com cuidado. Não devem substituir a água, por exemplo. Além disso, é importante consumi-los com moderação e nas quantidades recomendadas, pois o uso excessivo com outras interações medicamentosas é capaz de causar problemas de saúde.

Portal EdiCase
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade