PUBLICIDADE

Árvore de Natal: origem e significado

Um dos maiores símbolos natalinos, montar a Árvore de Natal se tornou uma tradição anual e é repleta de significados

26 nov 2023 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Árvore de Natal é um dos maiores símbolos das festas de fim de ano
Árvore de Natal é um dos maiores símbolos das festas de fim de ano
Foto: iStock

A tradição natalina é carregada de cores, brilho das luzes, cantigas natalinas e uma história que é passada de geração em geração há muitos anos. Muitas famílias possuem rituais para essa época, como uma data específica para montar a tão esperada decoração de Natal ou até mesmo um calendário com atividades durante o mês de dezembro.

Mas entre tantos símbolos natalinos, o que mais representa esse espírito festivo é a árvore de Natal. Presente na maioria das casas no final do ano, é possível ver a beleza dos pisca-pisca, das tradicionais bolas de natal e até mesmo enfeites com o rosto da figura central desse ritual: o Papai Noel.

Mas, será que esse hábito de montar uma árvore para o natal sempre foi assim? Acredite, isso vai além de adornar galhos com luzes cintilantes e enfeites coloridos, já se tornou um momento simbólico e esperado por muitas pessoas. 

Ao desvendar a história por trás do significado da árvore de natal, embarcamos em uma jornada fascinante que nos conecta com o passado e nos ajuda a compreender as diversas tradições natalinas.

O verdadeiro significado da Árvore de Natal

A árvore de Natal, além de ser um símbolo tradicionalmente associado às celebrações natalinas, carrega significados profundos que permeiam diversas culturas e tradições. Em sua essência, a árvore representa a vida e a renovação, simbolizando a esperança em meio ao inverno, quando muitas árvores perdem suas folhas.

Decorar a árvore com luzes, enfeites e ornamentos coloridos também é uma forma de expressar a alegria e a beleza que a vida oferece, mesmo nos momentos mais desafiadores. Por mais que a tradição natalina tenha hoje uma ligação muito próxima com o cristianismo, o verdadeiro significado da árvore de natal vem de uma origem pagã.

Representando um símbolo de renascimento e celebração da vida, a árvore simbolizava a vitalidade e a força da natureza, mesmo durante os meses frios e sombrios do inverno. 

A escolha de uma árvore perene, como o pinheiro, um dos principais símbolos natalinos, também simbolizava a continuidade da vida e a esperança de que a primavera traria renovada fertilidade e prosperidade, ainda mais quando a árvore era bem decorada.

Ao longo da história podemos listar inúmeros povos pagãos que já tinham essa tradição no seu cotidiano, como os egípcios, celtas, romanos, druidas e os vikings, por exemplo. Depois disso, a árvore acabou sendo levada para outras culturas e se tornou o que conhecemos hoje.

Forte símbolo do cristianismo

A tradição da árvore de Natal também tem profundas raízes na cultura cristã e é associada à celebração do Natal, uma festividade que marca o nascimento de Jesus Cristo. 

Embora a prática de decorar árvores em celebrações de inverno tenha origens pagãs, a incorporação dessa tradição nas festividades cristãs ganhou destaque ao longo dos séculos e por isso, muitas pessoas acreditam que a origem foi na Alemanha.

Uma das histórias mais conhecidas é a de Martinho Lutero, o líder da Reforma Protestante, que teria se inspirado na beleza das estrelas brilhando entre os galhos de um pinheiro enquanto caminhava por uma floresta. Impressionado com a cena, Lutero teria levado um pinheiro para casa e em seguida, decorado com velas e algodões, para compartilhar a experiência com sua família.

Depois disso, a árvore de Natal, assim, passou a ser vista como um símbolo cristão, lembrando os fiéis da luz divina que ilumina as trevas do mundo. 

Mas qual o significado da árvore de natal na bíblia? No livro sagrado não há uma menção direta à árvore de natal, mas segundo a bíblia, a árvore é um símbolo importante. Por exemplo, alguns argumentam que a árvore de Natal pode simbolizar a árvore da vida mencionada no Livro do Gênesis, no Jardim do Éden. Outros fazem um paralelo entre a estrela no topo da árvore de Natal e a Estrela de Belém, que guiou os Magos até o local de nascimento de Jesus, conforme descrito nos evangelhos.

À medida que a tradição se espalhou, as árvores de Natal passaram a ser decoradas com outros elementos simbólicos, como enfeites coloridos, representando os frutos da vida, e bolas, simbolizando as maçãs do Paraíso. O costume foi gradualmente incorporado em outras culturas cristãs ao redor do mundo, tornando-se uma parte essencial das celebrações natalinas.

Qual é a data para montar a árvore de Natal?

A tradição de montar a árvore de Natal varia de acordo com as culturas e tradições familiares. Mas, em muitos lugares, as pessoas costumam montar a árvore de Natal no início de dezembro, mas precisamente, no primeiro domingo do mês.

Em alguns países, como Brasil, por exemplo, é comum desmontá-la após o Dia de Reis, que é celebrado em 6 de janeiro. Não importa qual a origem da árvore de natal, se ela é cristã ou pagã, é inegável que ela se tornou um símbolo que faz toda a diferença durante as celebrações natalinas.

Seja pelo espírito natalino, pela união familiar na hora de decorar a casa para essa data comemorativa ou até mesmo pela festividade religiosa, montar a árvore de Natal é mais do que uma simples decoração sazonal. O verdadeiro significado da árvore de Natal reside na magia que ela traz para os lares, conectando gerações e criando memórias que duram para sempre. 

Biscoito especial: como enfeitar e temperar biscoitinhos:
Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Publicidade