7 eventos ao vivo

Brasileira cria aplicativo para alfabetização de crianças autistas

Jogo trabalha a formação de palavras enquanto estimula a empatia

9 abr 2018
11h32
  • separator
  • 0
  • comentários

O diagnóstico de crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) nem sempre acontece cedo. Dependendo do nível, ele pode ser confundido com timidez ou uma simples dificuldade de interação social. Quando a família e os médicos descobrem que uma criança tem autismo antes do período de alfabetização, podem ajudar com que esse processo seja mais adequado ao desenvolvimento do pequeno. Com esse objetivo, uma brasileira criou um aplicativo para ajudar crianças com TEA a escrever e a ler.

Ele foi batizado de Brainy Mouse, ou "Rato Esperto", em uma tradução livre, e está disponível para dispositivos com sistemas Android ou iOS. No jogo, a criança tem que ajudar um ratinho a formar palavras como se fosse uma receita, em que os ingredientes são as sílabas. Enquanto fazem isso, também devem escapar dos cozinheiro.

O jogo trabalha a alfabetização de forma lúdica. Além disso, estimula a empatia pois insere as noções de empatia e colaboração, já que o ratinho e a criança que joga são aliados. No final de cada fase, o jogador ganha de uma a três estrelas, de acordo com seu desempenho. Quanto mais estrelas, mais acessórios para escapar dos cozinheiros eles podem comprar.

O aplicativo foi criado pela brasileira Ana Sarrizo, em uma pesquisa que durou quatro anos na Babson College, nos Estados Unidos.

O Transtorno do Espectro Autista

O Transtorno do Espectro Autista é um transtorno de desenvolvimento que geralmente aparece nos três primeiros anos de vida de uma criança e compromete as habilidades de comunicação e interação social. Ele é dividido em três tipos: Síndrome de Asperger, Transtorno Autista ou Autismo Clássico e Transtornos invasivos do desenvolvimento, que podem ter três níveis.

As causas do autismo ainda são desconhecidas, mas a pesquisa na área é cada vez mais intensa.

Minha Vida
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade