PUBLICIDADE

Qual o significado e a origem do coelho da Páscoa? Descubra!

Você já se perguntou por que o coelho foi escolhido como representação da Páscoa? Entenda a origem do símbolo tão conhecido

7 mar 2024 - 14h02
(atualizado às 19h08)
Compartilhar
Exibir comentários

Desde pequeno, todo mundo sabe que um coelho vem trazer ovos de chocolate para as crianças na Páscoa. Em muitas famílias, os pais até fazem uma caça aos ovos com os pequenos, dizendo que o animal os escondeu pela casa, aumentando mais ainda a diversão. Mas de onde veio essa ideia de associar o coelho à Páscoa?

Essa data é importante para o cristianismo, já que foi escolhida para representar a ressurreição de Cristo. Todavia, culturas pagãs também fazem suas celebrações e, em ambos os casos, o símbolo do coelho costuma estar presente.

Quer saber os significados e a origem do coelho da Páscoa, tanto para culturas pagãs quanto para as cristãs? Confira a seguir:

Significado do símbolo

Você conhece a origem do coelho da Páscoa
Você conhece a origem do coelho da Páscoa
Foto: Shutterstock / Alto Astral

No caso do paganismo, o coelho é muitas vezes um animal associado à fertilidade e à vida, por ter uma grande capacidade de se reproduzir. Não há um consenso entre os historiadores sobre o porquê de o animal ser relacionado à Páscoa, pois não há comprovações históricas suficientes.

Porém, muitos dizem que pode ter a ver com a deusa germânica Ostara, que também é vinculada com a fertilidade. Uma lenda germânica dizia que, um dia, a deusa transformou um pássaro ferido em lebre (que era o símbolo da Páscoa antes do coelho). Após o bicho pedir, ela o transformou de volta e o animal a presenteou com ovos coloridos. Ostara então os distribuiu às crianças da região.

Inclusive, o coelho da Páscoa, em alemão, tem o nome de Osterhase, que lembra a deusa. Vale lembrar, contudo, que essa explicação para o surgimento do símbolo não tem comprovação.

Já no cristianismo, há várias associações do coelho (ou da lebre) com a Páscoa. Uma delas é justamente o fato de o animal representar a vida, sendo ligado assim à ressurreição de Cristo.

Além disso, o coelho e a lebre eram relacionados, na Antiguidade, à castidade, bem diferente do que ocorre atualmente. Isso porque, se acreditava que esses bichos podiam se reproduzir sem contato sexual, assim como aconteceu com Maria, mãe de Jesus.

Existem ainda lendas que dizem que o primeiro ser a presenciar a ressurreição de Cristo foi um coelho. Dessa forma, ele teria o significado de renovação.

Origem do coelho da Páscoa

Como já mencionado, anteriormente era a lebre que representava a Páscoa, possivelmente, por conta da história de Ostara. Surgiu então a lenda de que uma lebre trazia ovos e os escondia para as crianças acharem.

Imigrantes alemães levaram essa ideia para os Estados Unidos a partir do século XVIII, popularizando o símbolo por lá. Nesse mesmo século, surgiram os ovos de chocolate.

Entretanto, como a representação da data deixou de ser a lebre e passou a ser o coelho então? Basicamente, isso tem a ver com como, no século XIX, a Páscoa começou a ser uma celebração mais familiar.

Foi também nessa época que a visão sobre a infância mudou, passando a ser uma fase não apenas para se preparar para a vida adulta, como também para se divertir e ser feliz.

Foi por isso que se modificou o animal. A lebre é um animal mais agressivo, enquanto o coelho é menor e mais dócil. Como a Páscoa passou a ser uma data familiar, optou-se pelo símbolo mais doce e singelo.

Alto Astral
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade