PUBLICIDADE

Linhaça emagrece e combate a TPM

Saiba por que a linhaça emagrece e descubra outros benefícios da semente. Veja também como incluí-la no cardápio de maneira saudável.

28 nov 2015 11h03
ver comentários
Publicidade

Se você quer , lembre-se: já foi comprovado que linhaça emagrece e é uma ótima aliada para qualquer tipo de dieta. Consumida com frutas, iogurte, saladas, no suco ou na preparação de bolos e outros pratos, essa semente possui benefícios que ajudam tanto no processo de emagrecimento quanto na melhora da saúde.

Considerada um , a linhaça é rica em fibras, antioxidantes, ômega 3 e diversas vitaminas e minerais, contribuindo com o coração e o intestino e até mesmo prevenindo alguns tipos de câncer.

 

A semente é rica em fibras e contribui para o trato intestinal. Fotos: iStock, Getty Images
A semente é rica em fibras e contribui para o trato intestinal. Fotos: iStock, Getty Images
Foto: Vivo Mais Saudável

 

Por que a linhaça emagrece

Entre diversos benefícios, o principal é que a linhaça emagrece e ajuda a eliminar as gorduras localizadas. O motivo disso é a grande quantidade de fibras, que atuam na liberação da glicose no sangue e ainda reduzem o acúmulo de gordura no corpo. Além disso, também é uma alternativa de cereal sem glúten.

O consumo de fibras ainda promove sensação de saciedade por mais tempo e favorece a eliminação de gorduras e toxinas, pois, quando entram em contato com a água do estômago, elas incham e causam esses efeitos. Também aumentam a maciez e o volume do bolo fecal, regulando o intestino e diminuindo gases intestinais, cólicas e inchaço.

Assim como a linhaça emagrece, ela também ajuda a controlar os e da TPM. Pesquisas realizadas pela Universidade de Monash, na Austrália, comprovaram que pacientes que consumiram regularmente a semente tiveram esses sinais reduzidos.

Isso ocorre porque a linhaça é a maior fonte alimentar de lignanas, um fitoesterol que possui ação similar ao estrógeno no organismo, porém mais fraca. Com isso, ajuda a minimizar os sintomas da TPM e principalmente da menopausa, quando os níveis desse hormônio são baixos.

 

Existem dois tipos de linhaça: a dourada e a marrom
Existem dois tipos de linhaça: a dourada e a marrom
Foto: Vivo Mais Saudável

 

Como incluir linhaça na alimentação

Existem dois tipos de linhaça: a dourada e a marrom. Do ponto de vista nutricional, ambas são iguais.

Na casca das sementes se concentram proteínas, vitaminas e minerais, mas, por ela ser muito dura, o aparelho digestivo não aproveita bem os nutrientes ao ingerir a semente inteira. É por isso que a linhaça em forma de farinha é considerada mais benéfica. Você pode comprá-la pronta ou triturar as sementes na hora de consumir.

A farinha de linhaça pode ser adicionada a sucos, saladas, frutas e iogurtes. Já os grãos devem ser bem mastigados ou triturados para quebrar a casca. Uma boa opção é batê-los diretamente com sucos, iogurtes e vitaminas.

Ainda existe a versão em óleo, que é prensado a frio e se torna uma boa opção para ser utilizado em preparações prontas, como temperar saladas. Porém, o óleo não pode ser aquecido e nem prensado no calor, pois as altas temperaturas anulam as propriedades da linhaça.

É indicado consumir diariamente cerca de uma colher de sopa de linhaça, o que equivale a dez gramas. Porém, dá para consumir um pouco mais, mas sem ultrapassar a quantidade de 20 gramas ao dia. A alta quantidade de fibras pode trazer desconfortos e atrapalhar a absorção de outros nutrientes fundamentais ao organismo.

Vivo Mais Saudável Vivo Mais Saudável, informação que faz bem.
Publicidade
Publicidade