2 eventos ao vivo

Calor aumenta em 30% os pedidos de comida pela internet

6 mar 2014
07h07
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Cozinhar durante o verão é uma das tarefas domésticas mais difíceis de executar, devido ao calor provocado pelo fogão somado às altas temperaturas da temporada, o que faz com que muita gente deixe de preparar a própria alimentação. Como uma válvula de escape para matar a fome, o delivery se tornou o herói dos famintos que não desejam mexer nas panelas e nem encarar as filas dos restaurantes.

Disque-entregas, sites e aplicativos de celular só reforçam a falta de vontade de ir para a cozinha durante os três meses da estação. Endereço virtual especializado no assunto, o PedidosJá registrou aumento nas solicitações nos dias quentes. “Tivemos crescimento de cerca de 30% no número de pedidos de comida entre dezembro de 2013 e janeiro deste ano. E o primeiro mês de 2014 foi 300% superior ao mesmo período do ano passado”, afirma Álvaro Garcia, CEO da empresa.

De acordo com o levantamento da rede de delivery, a maior parte dos pedidos foi feita à noite e nos finais de semana. “No lugar de ir ao supermercado ou sair para comer fora em um lugar onde muitas vezes nem se sabe se o ar-condicionado do lugar dará conta do trabalho, as pessoas estão preferindo ficar no conforto da casa ou na comodidade do trabalho e pedir suas refeições”, analisa. 

Cardápio
A campeã dos pedidos é a boa e velha pizza, seguida pelas massas, comida japonesa - com destaque para o sushi - e cozinha chinesa. “O que nos chama a atenção é a quantidade de pedidos de sobremesa, junto da refeição. Parece ser um artigo indispensável”, diz Álvaro.

Desejadas no verão para aplacar a temperatura, as bebidas não foram dispensadas juntamente às entregas. “Refrigerantes sempre tiveram destaque, mas nota-se uma adesão cada vez maior de sucos, sejam eles em lata ou naturais”, finaliza.

Veja também:

Fonte: Agência Hélice
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade