0

Arquiteto transforma restos de madeira em móveis e utilitários

No Dia da Árvore, confira o charme e o estilo dos móveis sustentáveis produzidos com o material descartado por marcenarias

21 set 2013
11h31
atualizado às 11h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Comemorado neste sábado (21), o Dia da Árvore é uma das datas mais importantes do calendário ambiental e motiva uma reflexão sobre o problema do desmatamento no Brasil e no exterior. Milhões de árvores em todo o mundo ainda são derrubadas indiscriminadamente para fins diversos. Por outro lado, é cada vez maior o número de empresas, instituições e profissionais que vêm adotando um novo conceito de trabalho: o da sustentabilidade. Um deles é o jovem arquiteto e designer Camilo Folly, que usa restos de madeira para criar móveis e utilitários cheios de estilo.

São mesas, estantes, bancos, biombos, aparadores e utensílios com padrão exclusivo, diferente dos que costumam ser encontrados no mercado. “Trabalhamos com sobras que iriam para o lixo ou seriam queimadas. A variedade do material nos permite criar peças de design único por conta da diversidade de cores e tipos de madeira encontrados”, explicou Camilo. 

As criações levam o selo da marca Ripa Design, lançada em 2011 pelo arquiteto com intuito de reaproveitar madeiras que costumam ser descartadas por marcenarias e serrarias. Resíduos de maçaranduba, mogno, sucupira, peroba, pinus, cedro e jatobá se transformam em produtos diferenciados, coloridos e cheios de charme. “É um material de baixo custo que pode ser muito bem reaproveitado mas ainda é visto como algo inútil. Um de nossos objetivos através dessas criações é chamar a atenção das pessoas para o grande desperdício que ainda existe em nossa sociedade”, disse o arquiteto, que trabalha em parceria com marceneiros da Região Serrana do Rio.

Formado pela PUC-RIO, Camilo começou a reaproveitar madeira em 2009, como parte de um projeto da faculdade. De lá para cá, as peças conquistaram espaço na imprensa e no comércio especializado, além de serem expostas em várias mostras de design. A mais recente delas foi a Feira do Empreendedor, promovida de 21 a 24 de agosto pelo SEBRAE, em Brasília. “Este ano o foco foi Inovação e Sustentabilidade e fomos convidados a participar com os móveis banqueta abraço e banco cubo. Também entramos no catálogo permanente da Matéria Brasil, um centro de referência em boas práticas e uso de materiais conscientes no design”, afirmou o arquiteto.

Sempre buscando produzir peças de caráter singular, Camilo está lançando dois novos produtos feitos com tábuas de obra: o biombo nasca e o pendurador bolacha, além dos bancos cubo freijó. No site da Ripa Design, é possível conferir o catálogo da marca além de fotos com as ‘montanhas’ de madeira descartadas pelas marcenarias. “Apesar de simbólico, reduzimos o corte de árvores necessário para a produção moveleira. Procuramos dar uma pequena contribuição e apontar uma solução para o grave problema do desmatamento de nossas florestas. O Brasil é o País mais rico do mundo em variedade de madeira, mas devemos saber usar, sem exageros, o que a natureza nos oferece”, concluiu Camilo.

 

<a data-cke-saved-href="http://vidaeestilo.terra.com.br/infograficos/casa-e-decoracao/estilos-de-decoracao/iframe.htm" href="http://vidaeestilo.terra.com.br/infograficos/casa-e-decoracao/estilos-de-decoracao/iframe.htm">veja o infográfico</a>

Veja também:

Cookies de Chocolate com Confeito
Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade