0

Por que você deve viajar sozinha ao menos uma vez na vida

Fazer as malas e trilhar uma rota por conta própria tem muitas vantagens; veja quais

  • separator

Viajar é sempre bom, faz bem para o corpo e para a cabeça. Mas se você sempre compra passagens incluindo família ou amigos, que tal adiar um pouco os planos coletivos e pensar em uma viagem sozinha?

Ao viajar sozinha, você tem mais liberdade para decidir seu itinerário
Ao viajar sozinha, você tem mais liberdade para decidir seu itinerário
Foto: Sergey Nivens/Shutterstock

Pode parecer um pouco assustador no início, especialmente para quem nunca viajou desacompanhada. Mas a verdade é que embarcar all by yourself é uma grande experiência de vida, e, por mais perto que seja o seu destino, sempre vale a pena trocar de ares e mergulhar na própria companhia. Veja oito motivos para viajar sozinha pelo menos uma vez na vida:

1) Para ter a liberdade de escolher restaurantes, passeios, pontos turísticos
Se você costuma viajar em família ou com alguma companhia, sabe que sempre é preciso entrar em um acordo antes de botar o pé para fora do hotel. Onde vamos hoje? Onde vamos comer? O que vamos fazer? Em quais passeios vamos embarcar? Bem, a vantagem de estar sozinha é não ter que abrir mão de nada do que você queira fazer. Se, em um dia, você quer fazer trilhas, passar em museus e terminar a noite no barzinho local, tudo bem. Se no outro você nem pensa em sair da cama, tudo bem também. 

2) Para se abrir mais para a cultura local
Viajar dentro do Brasil já nos permite conhecer muitos contextos culturais diferentes, e, se você sair do país, o choque cultural pode ser ainda mais interessante. A vantagem aqui de viajar sozinha é que você não terá alguém do seu lado com a mesma origem cultural, e provavelmente estará mais aberta para conhecer novos costumes, música, gastronomia. Além disso, viajar sozinha faz com que você passe a agir mais como uma habitante local, e menos como uma turista.

3) Para controlar melhor seus gastos 
Quando se viaja sozinha, é tudo por sua conta: custos com hospedagem, alimentação, transporte, passeios, compras. E, como quase todos os gastos que entrarão no seu orçamento serão feitos por você mesma, fica ainda mais fácil controlar a quantidade de dinheiro usada. Isso é especialmente mais prático em viagens longas, em que você terá um período maior para distribuir suas economias.

Viajar sozinha é também o melhor momento para dispensar o guia e viver as experiências que você preferir
Viajar sozinha é também o melhor momento para dispensar o guia e viver as experiências que você preferir
Foto: Kulniz/Shutterstock

4) Para viver experiências inusitadas
Viver experiências inusitadas tem um pouco a ver com a liberdade de escolha do itinerário que você tem ao viajar sozinha. Mergulhar? Fazer trilha? Pular de bungee jump? Não dá para saber o que vai esperar você durante uma viagem, mas certamente você se sentirá mais segura para fazer escolhas que talvez não faria se estivesse com outras pessoas, como filhos, por exemplo.

5) Para fazer novos amigos 
Ao viajar sozinha, é natural que você busque ajuda e informações com pessoas da região, ou mesmo outros viajantes solitários nos hotéis e lugares por onde passar. A chance de fazer novos amigos fica muito maior, porque você já estará espontaneamente aberta a fazer contato com outras pessoas. Quando se viaja em companhia, geralmente a tendência é ficarmos mais perto das pessoas com quem viajamos, e acabamos nos privando de conhecer gente nova.

6) Para se livrar dos guias turísticos 
Guias turísticos podem ser muito úteis em várias situações, especialmente se você está em um lugar desconhecido. Mas é justamente porque a função dos guias é nos conduzir por um roteiro que às vezes acabamos perdendo as preciosidades do caminho. A experiência, por exemplo, de entrar em um museu com ou sem um guia é muito diferente. Sozinha, você consegue ver os quadros e esculturas que realmente quer ver, pode parar para ler algo, e aproveitar melhor a viagem. 

7) Para ter um momento de reflexão
Certamente é algo que você só vai conseguir em uma viagem sozinha. Passar um tempo consigo mesma é importante para rever sonhos, valorizar o que já foi conquistado, pensar em novos objetivos, entender suas necessidades e, inclusive, planejar futuras viagens. Viajando sozinha você terá mais tempo para refletir e mergulhar dentro de si mesma, o que frequentemente não acontece quando você viaja em grupo, já que há muito mais distrações e pessoas para interagir. 

8) Para voltar renovada
Dizem que a melhor parte de ir é voltar, certo? E viajando sozinha a renovação volta multiplicada, especialmente se você conseguiu aproveitar a viagem como um momento de reflexão e autoconhecimento. As lembranças ficarão na sua memória para sempre, e nada melhor do que compartilhar com a família e amigos todas as suas experiências. 

E aí? Já está pensando qual o próximo destino?

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
Fonte: Terra
publicidade