PUBLICIDADE

É possível fazer depilação a laser em peles retintas? Jojo Todynho temeu manchas

Esteticista diz que novas tecnologias já proporcionam a segurança de um bom resultado em peles escuras, mas recomenda cautela

25 jun 2024 - 05h00
Compartilhar
Exibir comentários
Mulher depilando a perna com a clássica lâmina; há alternativas de laser para pele retinta
Mulher depilando a perna com a clássica lâmina; há alternativas de laser para pele retinta
Foto: PeopleImages/Getty Images

A cantora e influenciadora Jojo Todynho disse que não troca a depilação com cera pelo laser: “Minha dermatologista não liberou porque nem todo mundo sabe pegar uma pele negra para fazer certos tipos de tratamento. Muitas pessoas sofrem queimaduras e depois sofrem para fazer tratamento para clarear a área”, comentou em seu perfil do Instagram.

Segundo a especialista em estética Karla Posê, a boa notícia é que os recursos estéticos para fins de depilação avançaram muito nos últimos anos e hoje é possível encontrar tecnologias que proporcionam a segurança de um bom resultado em peles retintas. 

“É verdade que a maior presença de melanina favorece o surgimento de manchas escuras causadas pela agressão do laser, mas existem diversos cuidados que podemos tomar, para que mulheres retintas possam fazer sua depilação a laser sem preocupação”, explica a especialista, que está à frente da Posê Beleza, rede de clínicas especializada em saúde, beleza e bem-estar. 

Para aquelas que querem seguir com o procedimento, Karla lista 5 dicas essenciais:

  • Conte com um bom profissional: “Assim como a dermatologista da Jojo Toddynho alertou, nem todo mundo está apto para cuidar da pele preta em certos procedimentos. Por isso, é tão importante contar com um profissional que esteja capacitado e que te passe segurança na hora do tratamento”, explica. 
  • Evite exposição ao sol: “A dica vale para todos, mas sobretudo para as negras. A exposição solar em excesso pode aumentar a produção de melanina na pele, deixando-a mais sensível ao laser e aumentando o risco de efeitos colaterais”, ensina. 
  • Opte pela tecnologia adequada: “O laser Ácrus, que tem um resfriamento de -10ºC e usa a tecnologia do aplicador Triple Wave, é ideal para retintas. Isso porque ele permite emissão simultânea dos lasers Alexandrite, Diodo e ND-Yag, que comprovadamente atendem a todos os fototipos de pele".  
  • Interrompa o uso de alguns produtos: De acordo com Karla Posê, existem ativos que podem aumentar a sensibilidade da pele, como clareadores, ácidos e esfoliantes. Por isso, é ideal pausá-los algumas semanas antes da depilação, para reduzir o risco de irritação na pele. 
  • Hidratação sempre: “Manter uma pele bem hidratada com cremes e loções específicos para a região vão ajudar a acalmar e regenerar a pele”, recomenda. 

Para finalizar, a especialista sinaliza que o melhor caminho é sempre seguir as orientações médicas. “O ideal é sempre mantermos o trabalho estético alinhado com as orientações do dermatologista, que poderá indicar com precisão quais são os cuidados essenciais em cada caso. Para os casos onde não é recomendado o uso do laser, o mais indicado é seguir com a depilação a cera”, finaliza.

5 mitos e verdades sobre os efeitos do chocolate na pele 5 mitos e verdades sobre os efeitos do chocolate na pele

Fonte: Redação Terra Você
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade