PUBLICIDADE

Ciclone causou ondas que invadiram a orla no Rio de Janeiro; entenda

Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram momento que água arrastou pessoas, barracas, cadeiras e objetos em Ipanema

6 nov 2023 - 20h34
(atualizado às 23h22)
Compartilhar
Exibir comentários
Ressaca atinge praias, assusta banhistas e invade ruas no RJ:

Os banhistas no Rio de Janeiro foram surpreendidos por ondas gigantes que invadiram a orla da cidade, no domingo, 5. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostram o momento em que uma forte onda arrastou pessoas, barracas, cadeiras e objetos na praia de Ipanema, zona sul da capital carioca. 

A Marinha do Brasil já havia emitido alerta pedindo para os banhistas evitassem banho de mar, pesca e atividade física na orla carioca no domingo. Nesta segunda, 6, as águas continuraram impróprias para banho com ondas de até 3,5 metros de altura. Mas o que provocou a ressaca com ondas de até 5 metros de altura na região? Entenda!

Guarda-vidas auxiliam em buscas por adolescente desaparecido no mar no Rio
Guarda-vidas auxiliam em buscas por adolescente desaparecido no mar no Rio
Foto: Reprodução/X/@bandnewstv
  • As ondas gigantes foram provocadas por um ciclone extratropical formado no Oceano Atlântico Sul. O fenômeno provocou tempestades com ventos de até 60 km/h, que chegaram até a beira da praia, pressionando as águas; 
  • O ciclone extratropical é um fenômeno meteorológico que ocorre a partir do 'encontro' das massas de ar quente e de ar frio, provocando ventos e chuvas intensas;
  • "Ciclone é uma estrutura de vento rodando no sentido horário. Tivemos uma estrutura de vento forte rodando no Atlântico Sul, com ventos médios em torno de 60 km/h, que é uma velocidade grande, com rajadas passando de 90km/h e que gerou ondas que vieram bater aqui. O que transfere energia para o mar é o vento. Quanto mais forte mais energia e maior fica a altura da onda e ela vem bater no litoral", explicou o professor de engenharia costeira da Coppe/UFRJ, Paulo Rosman;
  • Os efeitos do ciclone foram sentidos em diferentes partes do Brasil, provocando uma forte ressaca no mar em diferentes Estados;
  • No Rio, um adolescente de 16 aos desapareceu após a forte ressaca no mar no domingo pela manhã. As buscas pelo jovem foram retomadas nesta segunda-feira;
  • No litoral gaúcho, a força das águas provocou desmoronamento de parte do calçadão da praia em Capão da Canoa. Já em Torres, as ondas chegaram a invadir a Avenida Beira-Mar, danificando uma das guaritas de salva-vidas do município.
  • Com informações do jornal O Globo. 

    Fonte: Redação Terra
    Compartilhar
    Publicidade
    Publicidade