PUBLICIDADE

Ativistas do meio ambiente vandalizam Stonehenge com tinta laranja, na Inglaterra

Ataque aconteceu um dia antes do Solstício de Verão, quando o sítio pré-histórico recebe mais turistas

19 jun 2024 - 10h21
(atualizado às 11h11)
Compartilhar
Exibir comentários
Ativistas do meio ambiente vandalizam Stonehenge com tinta laranja, na Inglaterra
Ativistas do meio ambiente vandalizam Stonehenge com tinta laranja, na Inglaterra
Foto: Reprodução/X

O Stonehenge, estrutura pré-histórica que fica na Inglaterra, foi alvo de um protesto do grupo ambientalista Just Stop Oil. Os ativistas vandalizaram as pedras do local jogando tinta em, pelo menos, três dos antigos monólitos.

“O governo do Reino Unido em espera comprometeu-se a promulgar a demanda original da Just Stop Oil de 'nenhum novo petróleo e gás'. No entanto, todos sabemos que isso não é suficiente. Continuar queimando carvão, óleo e gás resultará na morte de milhões. Precisamos nos unir para defender a humanidade ou arriscamos tudo. Por isso, a Just Stop Oil está exigindo que nosso próximo governo assine um tratado legalmente vinculativo para eliminar os combustíveis fósseis até 2030", afirmou o grupo ambientalista.

O ataque aconteceu um dia antes do Solstício de Verão, data em que centenas de pessoas vão até o Stonehenge para celebrar a chegada da nova estação.

"Até que os líderes mundiais ajam para nos proteger, os apoiadores da Just Stop Oil, trabalhando com outros grupos internacionalmente, tomarão a ação proporcional necessária para gerar a pressão política tão necessária", concluiu o grupo.

Sobre o Stonehenge

Milhares de turistas são aguardados no local para o solstício de verão e a sobreposição do lunistício. Entre eles, cientistas que estudam a ligação do Stonehenge com a grande paralisação lunar.

Alguns pesquisadores investigam a hipótese de que as pessoas que construíram o monumento soubessem a respeito da grande paralisação lunar e, por isso, a Lua se alinharia à estrutura de pedra quando o fenômeno ocorresse.

O ângulo em que a Lua é vista muda a partir da latitude de observação. Além disso, a paralisação lunar pode ser observada em outros dias até o ano que vem.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade