PUBLICIDADE

Fórmula 1: saiba quem são os patrocinadores da equipe Mercedes

No primeiro texto desta série, mostramos quais são e o que fazem os patrocinadores das equipes da Fórmula 1 atual

27 abr 2021 14h50
| atualizado às 18h53
ver comentários
Publicidade
A Teamviewer vai estampar sua marca nos carros da equipe Mercedes a partir do GP de Mônaco, em maio.
A Teamviewer vai estampar sua marca nos carros da equipe Mercedes a partir do GP de Mônaco, em maio.
Foto: Divulgação

Os fãs da Fórmula 1 já estão acostumados a ver diversas marcas e nomes que estampam os vinte carros da principal categoria do automobilismo mundial. Mas você sabe quais são e o que fazem cada uma dessas marcas? Para ajudar aqueles que não conhecem – e os que têm curiosidade em saber o que fazem – essas empresas, vamos mostrar quais são os patrocinadores de todos os times da F1 atual.

A primeira equipe é a atual campeã da categoria, cujo nome oficial é Mercedes-AMG Petronas F1 Team. As marcas que estampam seus logotipos nos carros são:

Mercedes-AMG: empresa integrante do grupo Daimler e ligada à montadora Mercedes-Benz, foi fundada em 1967 por Werner Aufrecht e Erhardt Melcher como oficina preparadora especializada em carros da Mercedes-Benz. Em 1999, a montadora adquiriu parte das ações da AMG, transformando-a oficialmente em sua divisão de modelos de alto desempenho. Em 2005, a montadora comprou todas as ações e a AMG passou a fazer parte do grupo Daimler. Curiosidade: o nome AMG é a junção das primeiras letras dos sobrenomes dos fundadores, acrescido do G de Grossaspach, a pequena cidade na qual moravam. O nome original da empresa, aliás, era “Aufrecht Melcher Grossaspach Ingenieurbüro, Konstruktion und Versuch zur Entwicklung Von Rennmotoren” (ou Aufrecht Melcher Grossaspach escritório de engenharia, construção e desenvolvimento de motores de competição, em alemão).

Petronas: petrolífera estatal malaia, está presente nos principais mercados do planeta. Seu nome é a abreviação de Petroliam Nasional Berhad e a sede da empresa está localizada em Kuala Lumpur, capital da Malásia.

Lewis Hamilton durante o GP da Emilia Romagna, segunda etapa do Mundial de F1 2021.
Lewis Hamilton durante o GP da Emilia Romagna, segunda etapa do Mundial de F1 2021.
Foto: Divulgação

Primax/Synthium: a primeira é a gasolina desenvolvida pela Petronas para motores de alto desempenho. A segunda marca é do lubrificante semissintético da empresa malaia (disponível no Brasil para motores flex, a gasolina, a diesel e a GNV).

Ineos: gigante inglesa da área petroquímica, a Ineos não é só patrocinadora, como detém um terço das ações da equipe.

Epson: uma das maiores fabricantes de impressoras do mundo (jato de tinta e matriciais), além de projetores e scanners, entre outros periféricos, a japonesa Seiko Epson faz parte do grupo Seiko – famoso pela produção de reológios.

IWC: renomada fabricante suíça de relógios de luxo, a International Watch Co. AG é mais conhecida como IWC Schaffhausen (nome da cidade onde está sediada, na Suíça).

Tommy Hilfiger: uma das mais conhecidas marcas de roupas do mundo, foi criada nos Estados Unidos pelo designer de mesmo nome. A marca tem sua logomarca estampada nos carros e nos uniformes de todos nos boxes.

Paradas nos boxes permitem ver os carros de F1 de um ângulo diferente, mas os patrocínios sempre aparecem.
Paradas nos boxes permitem ver os carros de F1 de um ângulo diferente, mas os patrocínios sempre aparecem.
Foto: Divulgação

AMD: sigla de Advanced Micro Devices, a americana AMD é reconhecida em todo o mundo por seus processadores e placas de vídeo.   

Crowdstrike: outra empresa de informática americana, é especialista em segurança cibernética.

Teamviewer: pacote de programas (software) que permite acesso remoto, compartilhamento de arquivos, de áreas de trabalho e conferências online. Vai estampar sua marca nos carros a partir de maio. 

Além dessas marcas, existem outras cujos nomes estão presentes nos macacões de Lewis Hamilton e de Valtteri Bottas:

Puma: a fabricante alemã de equipamentos esportivos fornece os macacões de pilotos e mecânicos, assim como os calçados dos integrantes da equipe. Curiosidade: a Puma foi fundada por Rudolf Dassler, cujo irmão Adolf, criou a Adidas. A disputa entre os dois virou até filme (“Adidas vs. Puma – Irmãos e Rivais”, disponível no Netflix).

UBS: empresa financeira suíça, oferece serviços de corretagem, banco de investimentos e gestão de fortunas, entre outros.

Os macacões dos pilotos exibem outras marcas, além daquelas dos patrocinadores principais da equipe.
Os macacões dos pilotos exibem outras marcas, além daquelas dos patrocinadores principais da equipe.
Foto: Divulgação

Hewlett Packard Enterprise: voltada para o segmento corporativo, é especializada em soluções de mobilidade, Internet das Coisas (IoT) e blockchain, entre outras.

The Ritz Carlton: rede de hotéis de luxo, possui cerca de 90 estabelecimentos em 30 países ao redor do mundo.

Tibco: fornecedora de softwares de gestão para empresas que trabalham com armazenamento de dados em nuvem.

Monster Energy: marca americana de bebidas energéticas e uma das principais concorrentes da Red Bull.

Parabólica
Publicidade
Publicidade