PUBLICIDADE

Bottas lidera treinos livres da F1. Verstappen troca motor

Mercedes, que tem domínio histórico no GP da Rússia, mostra força mais uma vez. Verstappen troca motor e largará do fundo do grid

24 set 2021 10h40
ver comentários
Publicidade
Bottas domina em Sochi.
Bottas domina em Sochi.
Foto: Mercedes-AMG F1 / Divulgação

A Fórmula 1 voltou à pista hoje para o primeiro dia de atividades do Grande Prêmio da Rússia. A pista de Sochi, construída no Parque Olímpico da cidade, é usada pela categoria desde 2014, e em todas as edições até hoje a Mercedes saiu vencedora. Curiosamente, na era pré-F1, houve duas edições do GP da Rússia, em 1913 e 1914, e ambas foram vencidas também por carros Mercedes. 

E, a julgar pelo que foi apresentado hoje nos treinos livres, a tradição tem tudo para ser mantida. Valtteri Bottas manteve o bom desempenho apresentado nos treinos da etapa anterior, na Itália, mostrando que o anúncio de sua saída da Mercedes parece ter tirado alguma pressão que ele poderia estar sentindo. Na primeira sessão do dia, Bottas fez o melhor tempo, com 1min34s427, 0s211 à frente de Lewis Hamilton. 

Logo depois da dupla da Mercedes vieram Max Verstappen, da Red Bull, e Charles Leclerc, dois pilotos que tem punições a cumprir no grid desta corrida. A Ferrari já havia anunciado de antemão que instalaria uma Unidade de Potência atualizada no carro de Leclerc, o que lhe renderia como punição a perda de todas as posições do grid. 

Verstappen, por sua vez, teria uma punição de 3 posições pelo acidente com Hamilton em Monza. Ciente de que teria dificuldades para acompanhar as Mercedes, a Red Bull optou por também trocar o motor Honda do carro de Max. Com isso, o holandês também sairá do fundo do grid no domingo. 

Em uma hora de atividades quase sem incidentes, o lance mais curioso foi uma rodada e toque de Lando Norris na entrada do pit lane. Fechando o top 10 da primeira sessão do dia vieram: Sebastian Vettel, Pierre Gasly, Carlos Sainz, Lando Norris, Sergio Perez e Fernando Alonso. 

Bottas mantém desempenho no TL2 
Na segunda sessão, novamente a dupla da Mercedes mostrou domínio. Bottas, que sempre andou bem em Sochi, mais uma vez foi o mais rápido. Com o tempo de 1min33s539, ele foi apenas 0s044 mais rápido que Hamilton. Gasly andou próximo à dupla da Mercedes e fez o terceiro tempo, 0s252 do líder. 

Norris foi o quarto e Esteban Ocon o quinto. Já como novo conjunto de motor e baterias, Max Verstappen teve mais tempo de pista no treino livre 2, mas focou em buscar o melhor acerto para a corrida, já que o desempenho em classificação perde importância para quem vai perder todas as posições do grid. Ele ficou com o sexto tempo, mais de um segundo atrás de Bottas. Sainz, Alonso, Vettel e Leclerc completaram os 10 melhores tempos. 

Depois de duas corridas fora por estar com covid-19, Kimi Raikkonen voltou ao carro da Alfa Romeo e foi o 12º melhor do dia, duas posições à frente de seu companheiro Antonio Giovinazzi. Giovinazzi, aliás, protagonizou a única bandeira vermelha do dia ao perder o controle na zebra de saída da curva 8 e bater de traseira no muro. Nada bom para um piloto que ainda não tem contrato garantido para 2022. 

Outros incidentes da sessão foram com Leclerc, em erro muito parecido com o de Giovinazzi, mas sem chegar a bater; Gasly, que atacou a zebra da curva 2 com muito apetite e perdeu o bico de seu AlphaTauri; e Hamilton, que freou tarde demais no box e derrubou um mecânico da Mercedes – sem maiores consequências. 

Os carros voltam à pista amanhã (25) para o terceiro treino livre e a sessão de classificação. A previsão é de chuva forte, o que pode provocar mudanças na programação. Há até a possibilidade de a classificação ser transferida para o domingo de manhã (horário local, madrugada no Brasil), caso não haja condições de pista adequadas no sábado. A corrida está marcada para o domingo, às 9 horas no horário de Brasília.

Resultados do Treino Livre 2 do GP da Rússia.
Resultados do Treino Livre 2 do GP da Rússia.
Foto: F1 / Divulgação

 

Parabólica
Publicidade
Publicidade