0

Frota da Unidas passa a contar com Golf GTE híbrido plug-in

Parceria entre a Volkswagen e a locadora Unidas torna mais acessível a utilização do Golf GTE, que roda 50 km no modo puramente elétrico

12 nov 2020
05h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Volkswagen Golf GTE: roda 50 km no modo elétrico e agora pode ser alugado na Unidas.
Volkswagen Golf GTE: roda 50 km no modo elétrico e agora pode ser alugado na Unidas.
Foto: VW / Divulgação

A Volkswagen e a Unidas firmaram uma parceria estratégica para a locação do modelo Golf GTE híbrido plug-in. Os carros estarão disponíveis para pessoa física e jurídica nas lojas de Rent a Car de Brasília, Curitiba e São Paulo. Além disso, o Golf GTE também pode ser alugado em todo o Brasil em duas modalidades: uma de carro por assinatura da locadora  e para outra para terceirização de frotas.

A parceria entre a Volkswagen e a Unidas envolvendo o Golf GTE ocorreu poucos dias depois do anúncio de uma parceria parecida, entre a Nissan e a Movida, com o hatch 100% elétrico Leaf.

De acordo com Gustavo Schmidt, vice-presidente de Vendas e Marketing da Volkswagen do Brasil, "essa parceria é um passo importante na estratégia de mobilidade sustentável da Volkswagen, proporcionando aos clientes uma experiência completa com o Golf GTE, o único hatch com tecnologia híbrida plug-in do mercado".

Volkswagen Golf GTE é um híbrido plug-in, ou seja, pode ser carregado na tomada.
Volkswagen Golf GTE é um híbrido plug-in, ou seja, pode ser carregado na tomada.
Foto: VW / Divulgação

Dirley Ricci, head de Gestão de Ativos da Unidas, afirma: "A inclusão do Golf GTE na frota reforça o nosso engajamento em iniciativas que de preservação do meio ambiente””. Segundo Ricci, existe  uma crescente demanda dos clientes por opções mais sustentáveis", o que justifica a inclusão do Golf híbrido plug-in na frota da Unidas.

Único hatch médio plug-in do Brasil, o Golf GTE pode recarregar suas baterias em uma tomada comum de 220 Volts ou em um aparelho wallbox de 3,6 kW ou mais de potência. O modelo pode rodar cerca de 50 km no modo puramente elétrico. Segundo a Volkswagen, isso atende às necessidades de 7 em cada 10 motoristas das principais metrópoles do mundo.

Golf GTE veio importado da Alemanha, mas ainda na geração passada, que não é mais fabricada.
Golf GTE veio importado da Alemanha, mas ainda na geração passada, que não é mais fabricada.
Foto: VW / Divulgação

Importado da Alemanha, o Golf híbrido plug-in é da geração passada, que deixou de ser fabricada. Mas é um ótimo caro, equipado com dois motores, sendo um elétrico de 102 cv (75 kW) e outro a combustão (1.4 TSI) de 150 cv. Juntos, eles entregam 204 cv (150 kW) de potência e um torque de 350 Nm. O GTE vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e atinge 222 km/h. No modo puramente elétrico, o hatch médio pode atingir 130 km/h.

Vale a pena comprar o Golf GTE? Veja o vídeo

 

 

Veja também:

Porsche Taycan, o carro elétrico que é uma obra-prima
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade