0

Ferrari Portofino M é evolução do GT e chega com 620 cavalos

Esportivo italiano recebe aumento de potência de 20 cv, novo câmbio automático de dupla embreagem de oito marchas e estilo mais agressivo

17 set 2020
16h19
atualizado às 16h22
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Novo Ferrari Portofino M: letra vem de Modificata, ou seja, uma evolução do motor.
Novo Ferrari Portofino M: letra vem de Modificata, ou seja, uma evolução do motor.
Foto: Ferrari / Divulgação

As coisas não andam muito bem pelos lados da Ferrari nas pistas de competição, mas nas pistas do dia-a-dia é outra história. A Ferrari acaba de apresentar ao mundo o novo Portofino M. O carro é a evolução do Portofino GT de capota rígida dobrável. Segundo o fabricante italiano, o novo Ferrari Portofino M é mais dócil na utilização em baixas velocidades (nem sempre os usuários estão voando baixo pelas pistas).

A letra M no nome do novo carro significa Modificata. Segundo a Ferrari, o termo Modificata é aplicado aos carros que passaram por uma evolução que aumentou seu desempenho. No caso do Portofino M, o motor 3.9 V8 foi revisado e recebeu um novo câmbio automático de oito velocidades, no lugar do anterior de sete.

Ferrari Portofino M utiliza motor 3.9 V8 que agora tem 620 cv de potência.
Ferrari Portofino M utiliza motor 3.9 V8 que agora tem 620 cv de potência.
Foto: Ferrari / Divulgação

O V8 ganhou 20 cv de potência e agora entrega 620 cavalos a 7.500 rpm. O torque foi mantido nos 760 Nm originais. Segundo a Ferrari, o resultado da cavalaria maior e da nova caixa de câmbio deu ao carro um ganho de cerca de 1 décimo de segundo na aceleração de 0-100 km. O novo Ferrari Portofino M faz essa prova em 3,4 segundos e gasta 9,8 segundos para ir de 0-200 km/h. A velocidade máxima é de 320 km/h. Uma das vantagens da nova caixa de câmbio é que ela é 20% menor e pode ser posicionada mais abaixo no carro, melhorando o centro de gravidade.

Interior do Ferrari Portofino M: esportividade e Manettino com modo Race.
Interior do Ferrari Portofino M: esportividade e Manettino com modo Race.
Foto: Ferrari / Divulgação

As relações de marcha de 1ª a 7ª ficaram mais curtas, enquanto a 8ª marcha é overdrive. Portanto, a velocidade máxima surge em 7ª. O Ferrari Portofino M também recebeu o modo de condução Racer (corrida) no controle Manettino montado no volante. É o mesmo sistema utilizado no Ferrari 488 Pista. Ele usa a modulação do freio para melhorar a dirigibilidade.

Visualmente, o Ferrari Portofino M traz para-choques mais agressivos, tanto na frente quanto atrás. O emblema amarelo da Ferrari é aplicado nas duas laterais, à frente do capô e no centro de cada roda, somando sete. Já o cavalinho rampante cromado aparece na grade dianteira e na tampa traseira, acima da placa. Portanto, são nove logotipos da Ferrari só na parte externa do carro. Por dentro, o emblema Ferrari aparece no volante de direção, no conta-giros e no display multimídia.

Portofino M 2021 já pode ser encomendado, mas entregas vão demorar um pouco.
Portofino M 2021 já pode ser encomendado, mas entregas vão demorar um pouco.
Foto: Ferrari / Divulgação

O Portofino M já pode ser encomendado, mas as primeiras entregas só acontecerão no segundo trimestre de 2021 (Europa). Ainda não há previsão de chegada para o Brasil. O preço também não foi divulgado, mas dá para ter uma ideia: no Brasil, o Ferrari Portofino 2020 -- ainda com motor V8 de 600 cv e câmbio de sete marchas -- custa R$ 2,4 milhões.

 

Veja também:

Já testamos a segunda geração do Nissan Versa 1.6 CVT
Guia do Carro
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade