1 evento ao vivo

Crescimento do m-commerce supera 1/3 do comércio eletrônico

Acesso dos brasileiros à banda larga se destacou na última pesquisa

28 ago 2019
16h03
  • separator
  • 0
  • comentários

Mesmo com os grandes efeitos no setor econômico em 2018 (Copa do Mundo, eleições e greve dos caminhoneiros), o comércio eletrônico manteve seu crescimento, registrando um faturamento de R$53,2 bilhões, segundo Ebit |Nielsen e um aumento que subiu para os dois dígitos (12% em relação ao ano anterior).

Foto: Freepik

Destaque para o M-Commerce

O grande destaque, de acordo com o relatório Webshoppers, foi o m-commerce (venda online feita através de dispositivos móveis). Em 2018 o m-commerce sozinho teve um aumento de 41%. O m-commerce fechou com um faturamento de R$ 16,7 bilhões (31,1%) de todo o setor. Hoje, as compras concluídas via smartphones corresponderam a mais de 1/3 do total de pedidos do comércio eletrônico no Brasil.

Segundo Ebit |Nielsen, “o m-commerce vem se mostrando a grande via de democratização do e-commerce”. Com o aumento de número de celulares no país, e consequentemente maior penetração da população à internet, o crescimento de pedidos online destaca-se com a entrada de 10 milhões de novos consumidores que fizeram sua primeira compra.

Categorias

As categorias que tiveram grande destaque no comércio eletrônico via dispositivo móvel foram: Perfumaria, Cosméticos & Saúde (com 51% de crescimento), Informática (27%), Alimentos & Bebidas (23%), além de Moda & Acessórios (+6%), Esporte & Lazer (+10%) e Casa & Decoração (+16%).

Já nota-se também um avanço do e-commerce no Norte e Nordeste com 22% e 27% respectivamente.  O faturamento subiu para R$7 bilhões em 2018, na soma dos estados nordestinos, refletindo 13,2% do total geral. O Sudeste continua na frente, representando quase 60% de toda a receita.

Com todos esses números, o processo de crescimento do e-commerce no Brasil ainda é desafiador (41% dos brasileiros afirmam que sua conexão ainda é bem instável).

Foto: Freepik

Expectativas para 2019

Segundo o relatório Webshoppers 39, esse salto deve ser ainda maior em 2019, alcançando os 15% com faturamento previsto para R$61 bilhões. Os pedidos podem aumentar para 12% a mais, chegando a R$137 milhões, com ticket médio de R$447 (3% a mais).

Através desses dados, percebemos o quanto o m-commerce ocupa um canal importante de compra para o consumidor brasileiro. E com toda essa facilidade, é imprescindível se prevenir das armadilhas por trás de sites maliciosos querendo se passar por e-commercer verdadeiros. Ter instalado um antivírus que faça uma varredura para comprovar a veracidade do link é a melhor forma de fazer uma compra segura. O Terra Antivírus oferece soluções completas para todos os dispositivos móveis. Estamos sempre atentos aos novos meios de consumo e juntos podemos criar estratégias de segurança para prevenir diferentes ataques de hackers.

Fonte: McAfee Network Associates Inc. © Copyright 2019.  Todos os Direitos Reservados.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade