PUBLICIDADE

Órgão de consumidores dos EUA cobra que empresas de tecnologia entreguem dados sobre pagamentos

21 out 2021 15h48
| atualizado em 22/10/2021 às 09h21
ver comentários
Publicidade

O órgão de vigilância do consumidor dos Estados Unidos disse nesta quinta-feira que exigiu informações de Amazon, Apple, Facebook, Google, PayPal e Square sobre como eles coletam e usam dados de pagamento dos usuários, em uma ação para proteger os consumidores de violações de privacidade, fraude e comportamento anticompetitivo.

Sede do Consumer Financial Protection Bureau (CFPB) em Washington, D.C., EUA
14/05/2021
REUTERS/Andrew Kelly/File Photo
Sede do Consumer Financial Protection Bureau (CFPB) em Washington, D.C., EUA 14/05/2021 REUTERS/Andrew Kelly/File Photo
Foto: Reuters

O Bureau de Proteção Financeira dos Consumidores (CFPB, na sigla em inglês) disse que também vai estudar as práticas do sistema de pagamento dos gigantes chineses da tecnologia, incluindo Alipay e WeChat Pay. O pedido é o primeiro grande movimento de Rohit Chopra, que assumiu a direção do CFPB este mês.

O CFPB quer informações sobre como as empresas de tecnologia colhem e monetizam os dados de pagamento, incluindo se usam os dados para direcionar comportamentos específicos do consumidor; se as empresas operam quaisquer políticas que restrinjam os comerciantes ou terceiros que os consumidores podem usar; e como os consumidores são protegidos contra violações de privacidade, fraude e outros erros.

Amazon, Apple, Facebook, Google, PayPal, Square e Alipay comentaram o assunto.

Jodie Kelley, presidente-executiva da Electronic Transactions Association, que representa as grandes empresas de tecnologia e outras empresas, disse em um comunicado que a indústria faz de tudo para proteger os dados dos consumidores.

"A indústria de transações digitais tem uma boa história para contar sobre seus esforços para proteger os dados dos consumidores. Esperamos trabalhar com o diretor Chopra e o CFPB neste importante esforço", acrescentou.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade